Destaques

Prefeito de Barreiras utiliza Renam Calheiros como justificativa ao descumprir ordem judicial





O Prefeito de Barreiras, Antônio Henrique de Souza, decidiu não cumprir uma ordem judicial que determinava o repasse de 1% dos salários dos servidores, para o sindicato dos servidores públicos do Município.

O Prefeito se justificou citando o atual Presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB), que descumpriu uma ordem judicial expedida pelo Supremo Tribunal Federal, em caráter liminar, determinando o seu afastamento da presidência. Posteriormente, a ordem foi anulada por decisão do plenário do STF, em favor da permanência de Renan, mas impedindo-o de substituir o Presidente Michel Temer, em eventuais necessidades.

Carmélia da Mata, presidente do sindicato, acusa o prefeito de suspender o desconto nos salários dos servidores, assim como o repasse à entidade, "de forma arbitrária e perseguidora".