Destaques

Votação para aumento de salário dos vereadores de Barreiras é suspensa





A sessão para votar aumento nos salários do prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários de governo da cidade de Barreiras, no oeste da Bahia, foi suspensa após quatro horas, na noite de quarta-feira (14). A decisão foi do presidente da mesa-diretora da câmara, o vereador Carlos Tito, que atendeu uma recomendação do Ministério Público.

Por meio de um documento emitido pelo promotor público André Luís Fetal, o MP sugeriu que, antes do aumento ser votado, é necessário apresentar um relatório detalhado de quanto esse aumento, se for aprovado, vai representar aos cofres públicos do município.

O projeto de lei 044/2016, que propõe aumento salarial dos políticos, acabou sendo retirado de pauta, a sessão foi suspensa e a votação não aconteceu. A sessão também contou com protesto de estudantes.