Breaking News

Bahia: servidores cobram diálogo com o Governador Rui Costa



Com a iminente possibilidade de passarem o segundo ano consecutivo sem reajuste salarial, servidores públicos estaduais reivindicam abertura de uma rodada de negociações com o governador Rui Costa para discutir o tema.
De acordo com a presidente da Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrab), Marinalva Nunes, caso não haja aumento nos vencimentos, uma parcela de 40% dos funcionários do estado passaria a ter vencimento básico abaixo do salário mínimo, que, atualmente, é de R$ 937. Marinalva critica a falta de diálogo do governo, apesar dos “recados” endereçados ao governador pela categoria.
"Nós fizemos nossa plenária. Saímos com documento de pauta unificada. Entregamos a ele na semana passada. Na verdade, reiteramos nosso pedido por reunião. Estamos mandando recado pelo Legislativo, através de deputados, de que ele [Rui] deve convocar o movimento sindical para discutir a crise. Não se deve discutir como enfrentar a crise sozinho. Queremos conversar”, reclamou a presidente da Fetrab em entrevista ao Bahia Notícias.
Segundo Marinalva, a entidade possui uma proposta para ajudar a Secretaria da Fazenda a incrementar a arrecadação estadual, que está em queda e não apresenta sinais de recuperação. Para ela, também “não interessa” o fato de a Bahia ser um dos poucos estados em equilíbrio financeiro em tempos de quebradeira generalizada nas finanças de outras unidades da federação. “O governador está comemorando apenas o fato de a Bahia ser um dos poucos estados que paga em dia. Mas isso não nos interessa. Nós queremos discutir o reajuste”, alfinetou.