Breaking News

Instituto Baiano de Direito culpa governo pelo caos no sistema carcerário brasileiro



Diante da situação do sistema carcerário brasileiro, que só neste ano já passou por casos de fuga, motim e rebelião com mortes, o Instituto Baiano de Direito Processual Penal (IBADPP) emitiu uma nota pública em reconhecimento ao panorama.
No texto, o IBADPP aponta que o cárcere tem se mostrado contraproducente, "constituindo-se em um efetivo e eficiente espaço de opressão e violência". Para o instituto, o governo federal não tem cumprido com os princípios e normas estabelecidos pela Constituição da República, Código Penal, Lei de Execução Penal e diplomas internacionais. 
"Essa crise serve para desnudar o colapso de uma política de segurança pública, que possui por fundamento o encarceramento em massa de pessoas estigmatizadas pela sociedade, notadamente a população jovem, negra e pobre", diz um trecho do texto. O instituto chama de "taxas desumanas" os números da população carcerária do país.
De acordo com estimativa do IBADPP, são 607.731 pessoas encarceradas, número que deve chegar a 1 milhão e 200 mil, se cumpridos os mandados de prisão em aberto.