Últimas Notícias

Riacho de Santana: PM desmente denúncia de jovens sobre agressões sofridas durante briga em bar da cidade

A Polícia Militar, através da 38ª CIPM, procurou a redação do Portal Lapa Oeste para esclarecer os fatos sobre uma matéria divulgada na imprensa regional, acerca de supostas agressões físicas praticadas por PMs contra jovens na cidade de Riacho de Santana, no último dia 8 de janeiro.

A família dos primos Carla Rafaela Silva, de 28 anos, e Isac Pereira da Silva, de 22 anos, denunciou à imprensa a agressão sofrida pela dupla, quando policiais teriam utilizado socos, pontapés e cassetetes, durante intervenção em uma briga generalizada ocorrida no Bar do Careca, por volta das 23h, no Bairro Mato Verde.

Carla Rafaela ainda apresentou denúncia ao Grupo Gay da Bahia (GGB), devido a um suposto teor homofóbico no comportamento dos policiais, já que ela estava acompanhada da sua namorada no momento da confusão. De acordo com informações obtidas por nossa reportagem, o bar é um tradicional ponto de reunião de homossexuais, em Riacho de Santana.

Segundo as informações prestadas pela PM, a versão apresentada pelos primos não é verdadeira. O bar onde ocorreu a confusão é investigado como possível ponto de distribuição de drogas, e a dupla, juntamente com mais três pessoas agrediram um rapaz, causando-lhe ferimentos por todo o corpo.

Populares informaram que o rapaz agredido é ex-namorado da atual namorada de Carla Rafaela e esta teria agredido, inclusive, os policiais. O homem ferido prestou queixa e elogiou a intervenção da PM durante a confusão, evitando um possível desfecho trágico.