Destaques

Lapa: academias de artes marciais realizaram grande demonstração no centro da cidade



Colaborou: Warley César

Foto: Warley César / Portal Lapa Oeste

Mestres e alunos das várias modalidades de artes marciais e esportes de luta de Bom Jesus da Lapa, participaram de um encontro na Praça Marechal Deodoro da Fonseca, no centro da cidade, iniciado às 18h deste domingo (23).

Nomes conhecidos da sociedade lapense organizaram o encontro, chamado por todos de "aulão", através da Conselho das Artes Marciais e dos Esportes de Lutas (Camel), responsável pela união de todas as modalidades na cidade: Taekwondo, Jiu Jitsu, Capoeira, Muay Thai, Karatê, Full Contact e Yong Muo Do.

Foto: Warley César / Portal Lapa Oeste


"Uma maneira de estarmos mais próximos de todas as modalidades, mostrando a união das artes marciais em nossa cidade. É importante saber que estamos todos unidos. Aqui não tem esse problema de relacionamento entre as artes marciais de Bom Jesus da Lapa. Há uma grande união", enfatizou o Mestre de Taekwondo, Valdemir, que atua há quase quarenta anos na cidade.

Foto: Warley César / Portal Lapa Oeste

Segundo Valdemir, o Camel busca amparar as modalidades que estejam enfrentando dificuldades, como a necessidade de documentação de registro. O Conselho também realiza ações para levantar fundos e adquirir materiais esportivos, através do estabelecimento de convênios e financiamento de viagens e eventos, entre outras providências.

Valdemir descreveu, ainda, os projetos sociais que buscam retirar crianças e jovens de situações de risco. Segundo ele, este é o maior enfoque dado, atualmente, pelas academias de artes marciais em Bom Jesus da Lapa. Para participar dos projetos, a criança ou o jovem deve ser alunos de uma escola pública, com idade entre 7 e 17 anos, bom desempenho escolar e comprovação de frequência regular. Os projetos envolvem o acompanhamento da vida escolar das crianças e adolescentes atendidos.

Foto: Warley César / Portal Lapa Oeste


O mestre capoeirista Fazinho, comentou que o encontro serviu para maior aproximação com a comunidade e para a troca de experiência e conhecimento entre os praticantes. O mestre explicou que o dia 23 foi escolhido por ser consagrado a São Jorge e os terreiros de candomblé na cidade estarem em festa. Acrescentou que o Camel determinou a realização de novos encontros na praça, com possibilidade de se tornar um evento mensal.

Foto: Warley César / Portal Lapa Oeste

Fazinho descreveu o projeto de Capoeira Ginga Bahia na sociedade que atende crianças e jovens gratuitamente, além de oferecer um ambiente para aula de informática em um ponto de cultura financiado pelo Governo do Estado. O projeto possui 250 crianças inscritas, atualmente. Ele finalizou a conversa com nossa reportagem destacando a importância da atuação dos pais inscrevendo os seus filhos em uma prática esportiva.

O professor de Jiu Jitsu, Efrem, destacou uma lei municipal que determina a obrigatoriedade da documentação oficial para todos os professores de artes marciais exercerem suas atividades na cidade. Segundo Efrem, essa lei foi criada para evitar que pessoas não capacitadas possam atuar como professores, transmitindo conteúdos equivocados para os alunos.

"Nós estamos aqui com pessoas que atuam há décadas com projetos sociais em Lapa, como os professores Fazinho e Waldemir. Eu, também, estou há oito anos na cidade atuando pelo Jiu Jitsu. Todos nós somos registrados em nossas federações. Estamos buscando mostrar à população as opções disponíveis para o bem. Com essa violência que tá aí, podem nos procurar, pois aqueles que se inscrevem em nossas academias não vai por caminhos errados. Os nossos alunos não seguem os caminhos das drogas e, hoje, vemos dezenas bem formados profissionalmente ou cursando a escola dignamente", comentou o professor Efrem.

Foto: Warley César / Portal Lapa Oeste

O professor salientou que para participar da sua academia, no bairro Magalhães Neto, os pais dos jovens devem assinar documentos se comprometendo com a presença dos filhos, no mínimo, por quatro vezes na semana. A participação é gratuita e há cerca de 40 alunos na academia registrados atualmente.


Foto: Warley César / Portal Lapa Oeste







Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.