Destaques

"O único nome que foi votado no Oeste da Bahia e que não está na lista da Lava Jato, é o meu”, vangloria Jusmari Oliveira.




A ex-prefeita de Barreiras, Jusmari Oliveira, fez uma análise, segundo ela, temporária e passageira, da atual conjuntura política regional e mostrou-se desapontada com o atual prefeito de Barreiras, Zito Barbosa. Num comprativo entre os prefeitos de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, Jusmari diz ser muito cedo para saber o poder que um ou outro virá a ter.
Em relação a candidatos para deputados estaduais e federais, senadores, governador e senadores, Jusmari diz que não tem como prever nada, pois devido à Lava Jato e pela “passada a limpo” que está ocorrendo, tudo pode mudar “quem é liderança hoje, amanhã pode não ser e quem não é hoje, amanhã poderá ser”. A ex-prefeita diz que não foi eleita a deputada federal nas últimas eleições e agradece a Deus por isso, pois não gostaria de estar neste momento naquele ambiente e lembra que durante a campanha, rodava muito dinheiro. “A gente conversava com um vereador, uma liderança, e este já falava ‘fulano me mandou 60, 100 mil’. Peço às pessoas que olhem a lista dos candidatos a deputado federal votados na região oeste e olhem a lista dos envolvidos na Lava Jato, é a mesma lista. O único nome que foi votado no oeste e que não está na lista da Lava Jato, é o meu”, vangloria Jusmari.


Jusmari é candidata a deputada federal

Segundo a ex-prefeita, essa situação pode mudar os nomes dos próximos candidatos. “A única certeza que tenho é que eu serei candidata, pois meu nome não está envolvido na Lava Jato como os demais. E o trabalho que Oziel Oliveira vai desenvolver em Luís Eduardo vai me credenciar”.

Barreiras

Quando Jusmari governou Barreiras, o slogan de seu governo era “Cidade Mãe”, hoje tem muita gente com saudades da “mamãe”, principalmente quando precisa de atendimento médico. Diante do que ocorre na saúde hoje em Barreiras, onde os atendimentos médicos estão muito difíceis. Fazer exame em Barreiras é motivo de martírio. Inclusive a situação hoje se inverteu, antes as pessoas vinham de cidades vizinhas para fazer exames aqui, hoje muitos barreirenses saem de Barreiras para fazer exames em Luís Eduardo Magalhães. Em relação a isso, a ex-prefeita diz que se um dia voltasse a ser prefeita de Barreiras, faria tudo novamente. Mas tem certeza que nunca mais será prefeita aqui, pois o povo não votaria de novo nela, porque ela faria tudo igual. “Eu priorizaria a saúde, priorizaria tirar o mendigo da rua como eu tirei, cuidar do idoso como eu cuidei, combater a violência não deixando jovens serem assassinados, no meu governo não tinham jovens assassinados, tinham jovens fazendo balé, fazendo capoeira, judô, karatê, fazendo teatro, fazendo informática. Eu faria tudo isso novamente e talvez por isso o povo de Barreiras nunca mais vote em mim novamente”.


Desabafo

Jusmari desabafa: “o povo de Barreiras só quer uma coisa, é o que o prefeito atual está fazendo, asfalto. Acho que Zito está agindo com pesquisa e principalmente com a história. Adiantou eu gastar dinheiro na saúde, salvar tantas vidas como eu salvei? Dar dignidade a tantas pessoas como eu dei? Contratar os serviços das clínicas particulares todas, o povo de Barreiras era atendido nas clínicas particulares e não pagava um centavo. Era tudo pago pela prefeitura. Isso adiantou para mim, para o meu coração, para a minha condição com Deus, mas para minha condição política, não. Eu não fui reconhecida. O povo de Barreiras não quer saúde, não quer educação, quer asfalto, foi isso o que eles escolheram. Quando se vota num prefeito, se vota num projeto, então, tanto quando eu fui derrotada por Antonio Henrique, como agora que elegeram Zito, o povo escolheu asfalto em detrimento das outras coisas”.

Blog Fala Barreiras


Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.