Últimas Notícias

Parceria entre Codevasf e Aiba cria oportunidade de emprego rural e reduz êxodo em Barreiras (BA)



Foto: Codevasf
Uma parceria entre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) está permitindo a capacitação profissional e a inserção no mercado de trabalho de jovens em situação de vulnerabilidade social no município de Barreiras, localizado a 873 quilômetros de Salvador. Trata-se do Programa Jovem Aprendiz Rural, criado para atender à lei que exige cota de jovens aprendizes em empresas, seja indústria ou propriedade rural.

A Codevasf cedeu uma área de 6,6 hectares para implantação do programa em área rural em ambiente controlado da fazenda-modelo, segundo informação de Helmuth Kieckhöfer, superintendente do Instituto Aiba. No espaço, os alunos plantam milho, coentro, quiabo, batata, soja, entre outros produtos agrícolas, o que ajuda a suprir a mesa de famílias de baixa renda. Desde a criação, o programa já certificou 12 turmas, inserindo mais de 200 jovens qualificados no mercado de trabalho.

Em Barreiras, o programa é coordenado pelo Instituto Aiba e também conta com a parceria do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras (SPRB) e com apoio do Centro Territorial de Educação Profissional (Cetep), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural / Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Senar/Faeb), Ministério do Trabalho e de algumas empresas do ramo agrícola e associados da Aiba.


Jovem Aprendiz Rural foi inspirado no Projeto Amanhã

Kieckhöfer explica que o programa nasceu em Barreiras no ano de 2013, inspirado no Projeto Amanhã, desenvolvido pela Codevasf, e atualmente promove capacitação profissional, cria oportunidade de emprego e renda, além de ser um programa de cidadania mantido pelos produtores rurais.

Helmuth Kieckhöfer conta que numa região onde as expectativas são baixas e os jovens já vivem em situação de vulnerabilidade, selecionar um deles para receber meio salário mínimo, estudar 4h/dia, com direito a transporte e alimentação, tendo ao final do curso a oportunidade de optar por trabalhar numa destas fazendas ou seguir uma vida acadêmica, é uma grande oportunidade. “É a chance que ele tem de mudar de vida e de mudar a vida da própria família”, completa.

Segundo o superintendente da Aiba, muitos egressos das 12 turmas formadas já saíram da sala de aula direto para os escritórios e fazendas. “Temos casos de ex-alunos que já foram incorporados ao quadro de funcionários de muitas empresas/fazendas até para a função de gerente financeiro. Os resultados são a longo prazo, mas estão aparecendo e o produtor rural começa a perceber que pode ter essa mão de obra local qualificada, sem precisar trazer profissionais de outra região”, acrescenta.

Expectativa é expandir programa para outras regiões

A expectativa do superintendente é de que o Programa Jovem Aprendiz Rural possa se expandir de Barreiras para outras regiões de atuação da Codevasf. “É um programa que deu certo e eu acredito que tudo o que é bom deva ser replicado. Acredito que, num determinado momento, outras comunidades, em outras regiões de outros estados que tenham perímetros irrigados, que tenham o Projeto Amanhã, poderão utilizar esse modelo, introduzir o programa em outras áreas e desenvolver os nossos jovens”, informa.

Helmuth Kieckhöfer considera fundamental a participação da Codevasf para a expansão do programa para outros estados. “A Codevasf tem todas as ferramentas e condições para ser um veículo, um porta-voz desse programa porque ela tem inserção nesses perímetros e é originariamente a formadora da concepção desse trabalho. Eu acho que a Codevasf é a chave fundamental para que possamos trabalhar em conjunto com comunidades de outros estados”, conclui.

“A parceria com o Instituto Aiba trouxe muitos ganhos para a região, coadunando com as ações da Codevasf por meio da formação de mão de obra especializada, sendo muito positiva a iniciativa de ampliação desse modelo para outras áreas de atuação da empresa”, ressalta Janleide Costa, gerente de Desenvolvimento Territorial da Companhia.


Projeto Amanhã

O Projeto Amanhã é um programa social da Codevasf com grande alcance, principalmente nas comunidades rurais de sua área de atuação. Tem como finalidade fomentar a organização e a capacitação dos jovens rurais na faixa etária de 14 a 26 anos, matriculados em instituições de ensino formal, oportunizando-lhes qualificação e preparação para a obtenção do primeiro emprego, para atuarem com autonomia e competência em empreendimentos agropecuários e agroindustriais. 

“O Projeto Amanhã capacitou mais de 30 mil jovens desde a fundação, em 1993. Atualmente, conseguimos superar as metas por meio de parcerias”, ressalta Maria da Conceição Silva, coordenadora executiva do Projeto Amanhã.


Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.