Breaking News

Ganhadores do Primeiro Circuito de Vaquejada de Bom Jesus da Lapa. Detalhes da final.






A etapa final do Primeiro Circuito de Vaquejada de Bom Jesus da Lapa foi realizada no último final de semana, entre os dias 13 e 15 de outubro, no Haras Sento Sé, Zona Rural de Bom Jesus da Lapa, com grande presença de público e de vaqueiros de todo o Oeste da Bahia.

Os candidatos que alcançaram a final, se classificando nas quatro etapas anteriores, disputaram uma moto e quinze mil reais em prêmios, na categoria aberta, e três mil reais para os iniciantes.

Na categoria aberta, composta por vaqueiros profissionais, os ganhadores foram Álvaro, Henrique e Deminha, que dividiram a moto. Entre os iniciantes, o prêmio de três mil reais ficou para Fernando, Júnior e Adailton. Neste ano, o evento contou com a novidade de mulheres competindo. Fernanda Paula e Ingrid de Bom Jesus da Lapa quebraram barreiras em uma prática dominada pelos homens.




O organizador do evento, Luciano Sento Sé, falou à nossa reportagem, destacando o sucesso de todo o circuito, principalmente, a etapa final. Acrescentou que as inscrições para o segundo circuito começarão no próximo mês, com perspectiva para as primeiras etapas já ocorrerem em janeiro.

"Neste ano participaram 110 duplas de vaqueiros. Para 2018 estamos nos preparando para realizar um circuito com 200 duplas, distribuindo mais de R$ 100 mil em prêmios. Todos os detalhes serão divulgados pelo Portal Lapa Oeste", detalhou Luciano.

"Agradeço a todos os que atuaram na organização do circuito, como Leandro Sento Sé, Teté e família, Paraibão e família, Nem Boquinha e família, Manoel e família. Foram pessoas que cederam os seus parques de vaquejada para realização das competições. Agradeço, também, à boa vontade do Prefeito Eures Ribeiro que, juntamente com o Prefeito Ítalo Rodrigo, de Serra do Ramalho, atendeu todas as nossas solicitações. Faço questão de ressaltar que o circuito foi realizado sem uma única confusão ou briga. A Polícia Militar deu apoio e fez a segurança, mas, não precisou intervir devido ao clima de paz" comentou Luciano. A organização contou com o apoio, também, de parceiros e empresários da região, como Erivelton Radson, Fábio Nunes, Maratá, Ricardo Imóveis e Ricardo da Consultec.




O organizador explicou que o circuito de 2018 será iniciado em janeiro, para utilização de animais em melhor forma física, pois neste ano, lamenta que a organização enfrentou dificuldades causadas pela forte seca, que provoca o emagrecimento do gado bovino. "No próximo ano teremos uma boiada de melhor qualidade. Garanto aos participantes do circuito que teremos uma boiada diferente no ano que vem. Estamos analisando quais parques serão utilizados, pois planejamos fazer um circuito maior, com mais etapas e mais prêmios. Vamos analisar a estrutura física dos parques que já nos procuraram, juntamente com as vias de acesso. São os fatores que observaremos para escolher os locais de competição em 2018", finaliza Luciano Sento Sé.




O circuito

O circuito começou no dia 15 de julho e já teve quatro rodadas que definiram os vaqueiros que disputarão os prêmios na rodada final.

De acordo com Luciano Sento Sé, diretor da Associação que organiza o circuito, a seleção dos competidores para a última etapa seguiu regras definidas com antecedência e apresentadas aos participantes.

Os vaqueiros se classificaram nas quatro etapas anteriores e concorrerão a uma moto, pela categoria aberta (profissionais), enquanto os competidores da categoria iniciante concorrerão ao prêmio de três mil reais. Ao todo serão distribuídos trinta e quatro mil reais em prêmios entre os vaqueiros de várias cidades da região, como Serra Dourada, Santana, Santa Maria da Vitória, Correntina, Serra do Ramalho, Guanambi, Riacho de Santana e Paratinga.

Reportagem e fotos: Warley César
Redação final: Cristiano Almeida - MTE 5707/BA



















Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.