Breaking News

MP recomenda internação por 45 dias de adolescente que matou colegas em Goiânia



Foto: G1 Goiânia
O promotor Cássio Sousa Lima, da vara criminal do Ministério Público em Goiânia, pediu neste sábado (21) a internação provisória, por 45 dias, do estudante de 14 anos que abriu fogo dentro do Colégio Goyases, em Goiânia (saiba mais).


Dois estudantes morreram e outros quatro foram baleados. Lima afirmou que a medida tem o objetivo de proteger o adolescente. "Eu tomei a medida de representar pela internação provisória dele por 45 dias até que termine o processo. Essa medida deve ser retocada de certos cuidados em virtude de ser filho de policiais militares para não colocar no meio de elementos perigosos que possam causar algumas represálias", disse em entrevista à TV Anhanguera.
O promotor acredita que o menor tenha realizado o crime por ser alvo de bullying na escola. "Eu conversei com ele e ele falou que vinha sofrendo esse tipo de bullying e queria dar uma certa represália nos colegas dele", acrescentou.
O jovem está sozinho em uma cela, equipada com colchão e com capacidade para até quatro pessoas.

  Bahia Notícias  



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.