Breaking News

Comitê diz que chuvas no São Francisco estão dentro da normalidade


Foto: reprodução
O volume de chuvas na bacia do Rio São Francisco, especialmente na região do Alto, estão dentro da normalidade para esse período úmido, enquanto na região de Sobradinho, na Bahia, chega a ficar um pouco acima da média. As informações são do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e foram transmitidas na manhã desta segunda-feira (20 de novembro), durante reunião semanal promovida pela Agência Nacional de Águas (ANA) com a finalidade de analisar as condições hidrológicas na bacia hidrográfica e transmitida por videoconferência para os estados da bacia.


De acordo com o coordenador-geral de Operações e Modelagem do Cemaden, Marcelo Seluchi, a quantidade de chuvas registrada na semana que passou está dentro da média histórica. A equipe técnica do órgão aponta para os próximos dias o auge do período úmido. “De uma forma geral, toda a bacia hidrográfica terá precipitação. A previsão é de pelo menos 45 milímetros de chuvas”, informou Seluchi.

O cenário apresentado e o previsto representam um alento diante da forte estiagem que atinge a bacia nos últimos cinco anos. Mesmo assim, o nível dos reservatórios continua baixo, conforme apresentação da equipe técnica do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A previsão até o dia 1º de dezembro é de volume útil de 1,8% em Sobradinho, na Bahia; de 6,7% em Três Marias, em Minas Gerais; e de pouco mais de 10% no reservatório de Itaparica, em Pernambuco.

Diante disso, as premissas defendidas pelo ONS são a defluência de 80 metros cúbicos por segundo (m³/s) em Três Marias até o final de abril do próximo ano; vazão média de 615 m³/s em Sobradinho; e a manutenção de 550 m³/s em Xingó, entre Alagoas e Sergipe. O superintendente de Recursos Hídricos da ANA, Joaquim Gondim, destacou que a situação não é ainda confortável, mas demonstra o equilíbrio no planejamento apresentado anteriormente, com a finalidade de garantir o volume útil mínimo dos reservatórios.


Ainda durante a reunião, Gondim anunciou para a próxima quinta-feira, dia 23, a partir das 10h, aquela que deve ser a última reunião do grupo de trabalho, intitulado GT do São Francisco, a qual deverá servir para análise das contribuições para a atualização da resolução na gestão dos reservatórios instalados na bacia do chamado rio da integração nacional. Membro do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), a professora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Yvonilde Medeiros, adiantou que como integrante do GT, deverá apresentar sugestões ao texto final.

As reuniões que analisam as condições hidrológicas na bacia do rio São Francisco acontecem todas as segundas-feiras na sede da ANA, em Brasília (DF), atende a uma demanda apresentada pelo CBHSF e são transmitidas para os estados inseridos na bacia hidrográfica.

  Delane Barros / CBHSF  



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.