Breaking News

Correntina: protestos populares motivam novas ações do Governo da Bahia


Foto: reprodução
Os grandes protestos populares realizados em Correntina continuam a provocar ações das autoridades estaduais baianas.


O Governo do Estado convidou o Ministério Público do Estado para participar da elaboração de uma plano de ações, com o objetivo de resolver as graves questões ambientais no Município de Correntina, no oeste baiano.

O Governo vem se mobilizando após as duas grandes manifestações populares realizadas no início de novembro, por agricultores, que destruíram equipamentos de extração de água do Rio Arrojado, e, posteriormente, por mais de 10 mil pessoas que ocuparam as ruas da cidade em defesa do meio ambiente.

Os trabalhos serão desenvolvidos por uma equipe de secretários estaduais, técnicos do governo e representantes do meio ambiente, que produzirão um documento apontando soluções técnicas e sustentáveis para a região.


Na reunião com a procuradora-geral, Ediene Lousado, na última quarta-feira (22), o Governador Rui Costa apresentou uma portaria do Inema que determina o prazo de sessenta dias para que as empresas instalem um sistema que meça a vazão na captação de água. Os equipamentos deverão ser instalados no Rio Arrojado no prazo de dois meses, a partir da última quarta-feira, quando foi publicada portaria que regulamenta a captação de água.

As empresas ainda devem deixar os dados à disposição do Inema e apresentar ao órgão o relatório de instalação no prazo de 60 dias, contados a partir da publicação da portaria, disponível no Diário Oficial do Estado (DOE) de quarta (22). Com informações da Secom/BA.



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.