Breaking News

Grêmio bate Lanús de novo e é tricampeão da Libertadores



Foto: AFP
Após vencer argentinos em Porto Alegre, gaúchos ganham por 2x1 na Argentina e voltam a conquistar a América do Sul, após títulos de 1983 e 1995.



A América do Sul é do Grêmio novamente. Depois de 1983 e 1995, o tricolor gaúcho conquistou, nesta quarta (29), a Taça Libertadores pela terceira vez. Após vencer a ida por 1x0, voltou a bater o Lanús, desta vez na Argentina, por 2x1. 

Os gaúchos começaram o jogo marcando no campo dos argentinos. Quem teve a primeira chance, aos 9, foi o Grêmio. Fernandinho chutou mas, Andrada pegou com tranquilidade. O time grená respondeu com Silva, que fez boa jogada mas bateu por cima do gol de Marcelo Grohe.

O Lanús, pouco a pouco, foi aumentando a posse, mas sem conseguir ameaçar os brasileiros. Quem ameaçou - e marcou - foi o Grêmio. Aos 27, após cobrança de falta para o Lanús, a zaga afastou mal o rebote, Fernandinho roubou e arrancou desde o campo de defesa. Na frente de Andrada, bateu forte de canhota e abriu o placar: 1x0.



O Lanús buscou o empate, Velázquez cobrou falta bem, Mas Grohe defendeu. No contra-ataque, Edílson bateu forte, Arthur desviou e quase ampliou. Os argentinos sentiram o golpe e levaram mais um. E que golaço. Luan recebeu de Jailson, driblou dois e deu uma cavadinha na saída de Andrada. O Lanús quase diminuiu com Martínez, mas a bola saiu. Bairros ainda teve a chance de fazer o terceiro mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. 

Expulsão 

Os argentinos voltaram com tudo do intervalo, mas o Grêmio conseguiu se segurar. Missão que ficou mais difícil sem Arthur, volante que fazia partida espetacular e saiu machucado. 



Aos 11, Sand, que teve rápida passagem no Vitória em 2001, pegou rebote de chute de Acosta e bateu com perigo. Com 25 minutos, os argentinos tiveram chance de ouro. Jailson empurrou Acosta dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Sand bateu bem e diminuiu: 2x1. 

Tinha que ter drama e Ramiro, por reclamação, foi expulso aos 37. Mas o Grêmio, copeiro como sempre foi em sua história, segurou até o fim e saiu com o tri da Libertadores. Festa na Argentina e Carnaval em Porto Alegre.

  Correio 24 Horas  



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.