Breaking News

Protestos desta sexta indicam 'resistência' à reforma trabalhista, dizem sindicalistas



Foto: Bahia Notícias

Os protestos organizados por centrais sindicais para esta sexta-feira (10) devem indicar a "resistência" dos trabalhadores contra a reforma trabalhista.


Durante entrevista coletiva realizada nesta quinta (9), os presidentes das principais entidades de trabalhadores da Bahia criticaram a proposta já sancionada pelo presidente Michel Temer e prometeram se manifestar pela revogação das medidas.
"Nós acreditamos que a falta de regulamentação mínima para permitir que trabalhadores sejam protegidos vai aprofundar a precarização do trabalho", comentou o presidente da Força Sindical no estado, Nilson Bahia.
As manifestações das centrais sindicais devem se concentrar às 6h nas proximidades da estação da Lapa, onde os ônibus devem ter o tráfego dificultado (veja mais). O protesto passa pelo Campo Grande às 11h e em seguida segue em caminhada até Comércio, onde o ato deve ser encerrado às 13h na frente da sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). 
As categorias pela manhã vão dialogar com suas bases sobre os efeitos da reforma que está aí e discutir medidas tomadas. A grande concentração é na Lapa, para a partir dali ir para o Campo Grande e até Comércio", explicou Aurino Pedreira, presidente da CTB Bahia.

  Bahia Notícias  



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.