Breaking News

Questões marcadas. Unifacs anula vestibular e marca novas provas pra dezembro




Estudantes que participaram do vestibular de medicina 2018.1 da Universidade Salvador (Unifacs), no domingo (26), na capital baiana, denunciam que a maioria das provas do processo seletivo tinha questões com as respostas corretas destacadas em negrito. 

A mensalidade do curso, que é o mais concorrido na instituição, custa R$ 8.074,34. A duração é de 6 anos. 

De acordo com os candidatos, em algumas avaliações o realce nas alternativas era sutil, mas outras tinham as respostas sinalizadas com maior intensidade, o que chegou a fazer com que alguns estudantes pensassem que fosse um erro de impressão. 

Em entrevista ao G1, nesta segunda-feira (27), a estudante Natália Machado, de 21 anos, contou que só se deu conta de que algo estava errado com a prova dela depois que chegou em casa e conversou com colegas de um curso pré-vestibular, que também tinham participado do processo seletivo. 



“Não percebi, porque, na minha prova, estava bem de leve, e houve um outro problema. Antes de receber a prova, a fiscal já tinha avisado que a minha estava riscada na frente. Por isso achei que fosse um erro de impressão. Estava bem sutil. Ao contrário de outros candidatos, que estava bem destacado”, contou. 

Inconformada com a situação, a candidata se juntou a outros estudantes que fizeram a prova e procurou o Ministério Público (MP) nesta segunda-feira. Eles querem que o órgão intervenha no caso, para que o vestibular seja cancelado. 

"Eu acho um absurdo, porque a gente paga uma inscrição cara e se prepara por vários meses para fazer a prova. O mínimo que deveria vir era uma prova justa para todos os candidatos. Eu esperava uma prova justa", disse. 

A estudante Caroline Sales, 19 anos, também contou ao G1 que se sentiu lesada com a prova. Diferente de Natália, a prova dela sequer estava com as alternativas destacadas. Ela também tomou conhecimento do problema por amigos. 



"A minha prova não estava em negrito. Assim que cheguei em casa meus amigos falaram que a prova estava em negrito. A gente se preparou o ano todo para levar esse prejuízo", afirmou. 

A prova da instituição foi realizada entre as 9h e 13h do domingo, no campus localizado na Avenida Tancredo Neves. 

O processo seletivo foi organizado pela empresa Consultoria em Projetos Educacionais e Concursos Ltda (Consultec). A taxa de inscrição custou entre R$ 300 e R$ 380. O resultado está previsto para o dia 4 de dezembro. 

Em nota, a Unifacs afirmou que a instituição começou a apurar as denúncias dos candidatos assim que tomou conhecimento da situação. Conforme a instituição, a empresa responsável pela elaboração e aplicação das provas "está efetuando uma rigorosa análise no processo de produção do material".

Nova prova

Em comunicado divulgado no final da tarde desta segunda-feira (27), a Unifacs cancelou o vestibular realizado neste domingo. No mesmo texto informa que a nova prova será aplicada em 9 de dezembro.

 



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.