Breaking News

Secretária aponta que escolas devem se tornar espaços de cultura no interior



A secretária de Cultura (Secult), Arany Santana, acredita que as escolas culturais inauguradas no interior do estado devem se tornar espaço para diversas atividades das comunidades locais. 

Em entrevista ao Bahia Notícias nesta sexta-feira (17), ela apontou que algumas das cidades que podem receber o projeto das escolas culturais não contam com teatro ou cinema, por exemplo. "Visto que essas escolas de grande porte são dotadas de palco, de auditório, o governo investe num equipamento para que ele seja um espaço para que a comunidade possa circular com suas manifestações", explicou Arany na cidade de Teixeira de Freitas, onde nesta sexta o governo do estado inaugurou a sétima escola cultural no estado (veja mais).
O projeto já foi implantado em Itabuna, Juazeiro, Gandu, Bom Jesus da Lapa, Feira de Santana e Itaberaba, e envolverá 85 unidades escolares, em 85 municípios até o próximo ano, segundo estimativa do governador Rui Costa. A iniciativa busca desenvolver ações pedagógicas voltadas para a dança, música, audiovisual, literatura, inovação e empreendedorismo, por exemplo.
Ao Bahia Notícias, Arany destacou também que as escolas precisam se atualizar para se adaptar às novas gerações de estudantes. "Diante desse avanço tecnológico, a escola também tem que buscar seus mecanismos para que a juventude possa trazer seus movimentos culturais para dentro da escola para que a escola se torne um ambiente prazeroso para a educação", destacou a secretária.



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.