Breaking News

“Algum PM do bairro?", perguntou perito policial antes de matar a esposa e cometer suicídio


Foto: redes sociais
O perito da Polícia Técnica de Bom Jesus da Lapa, Orlando Ladeia Carvalho Sobrinho, de 41 anos, enviou uma mensagem a um grupo de Whatsapp do bairro onde mora, em Barreiras, e matou a mulher a tiros, cometendo o suicídio logo em seguida.

Segundo relatos da polícia, o homicídio seguido de suicídio ocorreu por volta do meio-dia deste sábado (23), no Bairro Bandeirantes. Além da esposa, o homem matou os dois cachorros do casal e deu vários tiros dentro do imóvel.


A mulher morta, identificada como Dirce Ladeia, era soldado do Corpo de Bombeiros. Antes de cometer os crimes, Orlando enviou uma mensagem pela rede social: “Algum PM do bairro? Houve um homicídio e um suicídio na Rua Hermantino Vieira de Souza, no número tal, a chave e controle ficará no portão”. Em seguida, iniciou os disparos.

Vizinhos informaram à polícia que o casal era tranquilo, e o perito policial era querido por todos na rua. No entanto, o casal estava em processo de separação e este pode ter sido o motivo dos crimes cometidos.

Guarnições da Policia Militar se dirigiram para o endereço, assim que policiais visualizaram a mensagem no Whastapp. Os agentes informaram que encontraram a casa toda revirada, com várias marcas de tiros e o casal morto. A mulher estava com várias marcas de tiros no cabeça e em outras partes do corpo. O homem morreu ao atirar contra a própria cabeça.

A PM isolou a área para os trabalhos da perícia técnica. Os corpos foram submetidos ao levantamento cadavérico e, posteriormente, encaminhados ao Instituto Médico Legal.



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.