Breaking News

Carinhanha: prefeito enfrenta onda de protestos dos servidores municipais



Desde o mês de Dezembro do ano passado a gestão do Prefeito de Carinhanha Geraldo Pereira Costa (PDT) vem enfrentando uma grande crise administrativa que já ganhou repercussão em toda Região.

Os servidores municipais de Carinhanha se reuniram em assembleia geral no último dia 20 no Janeiro e aprovaram a deflagração de uma greve geral por tempo indeterminado a partir de ontem (29), porém na última quinta feira (25), o prefeito municipal Geraldo Pereira Costa, Secretário de administração Antônio Carlos, secretária de educação Edésia Araújo e a assessoria jurídica realizou uma reunião com representantes do (SINSPUC) – Sindicato dos Servidores Públicos para discutir as reivindicações da categoria.




O encontro aconteceu no prédio da prefeitura de Carinhanha, porém sindicato e prefeitura não chegaram a um acordo e a paralisação ficou mantida. A briga entre o executivo e o sindicato dos servidores públicos esquentou mais ainda quando o Gestor Piau foi à rádio Pontal FM e disse que o presidente do (SINSPUC), Lucas Lopes formou uma gangue e está detonando na cidade.

Durante a entrevista o Prefeito de Carinhanha apresentou uma polêmica lista de pessoas com os nomes de: Darlene, Osvaldina, Lindomar, Elivaldo, Amair, Gaia, Marlene, Cantara, Maria Aparecida (da saúde), Cristina, Camila, Jair Antônio, Geraldina, Jeane Mangabeira, Ione, Gil Sena, Josinêis, Yolanda, Kátia de Zé Cassote, Marlucia, Ângela, Dú de João Decliudes, Raquel, Misael Porteiro da Agrovila, Mariza, Cláudia e Nega de Antônio Carlos.

Segundo Piau estas pessoas estariam pichando muros e paredes de prédios públicos do município.



Na manhã desta terça feira (30) uma enorme concentração de pessoas composta por servidores públicos do município das áreas de educação, saúde, serviços gerais dentre outros além de representas de movimentos sociais realizaram um grande movimento na cidade para chamar a atenção do gestor municipal.

Até o momento o Prefeito Geraldo Pereira Costa (Piau) não se pronunciou sobre as manifestações e protestos do movimento sindicalista de Carinhanha.

O Sindicato reivindica desde o ano passado o pagamento do 13° salário dos servidores da Administração (serviços gerais, vigilantes, profissionais da educação e administrativos) e o pessoal da Saúde, pagamento do 1/3 das férias, correção da matriz salarial dos professores com o novo índice de 6,81% definido pelo governo Federal, e a correção dos salários dos servidores que percebem acima do mínimo, a administração não corrige desde o ano passado gerando um achatamento salarial de 9,42% nos salários defasados da categoria.

  Radar Guanambi