Breaking News

Ginecologista é preso por suspeita de abuso sexual contra pacientes




Um médico ginecologista de 58 anos foi preso nesta terça-feira (23), por suspeita de abusar sexualmente de pacientes em Goiânia (GO).


De acordo com a Polícia Civil do estado, o profissional já havia sido condenado por violação sexual mediante fraude em casos envolvendo outros pacientes, em 2015 – neste caso, a defesa recorreu e ele continuou trabalhando e praticando abusos. A identidade do médico, que tem 30 anos de carreira, não foi divulgada pela corporação.
De acordo com a delegada Ana Elisa Gomes, titular da Delegacia da Mulher, as mulheres eram submetidas aos atos libidinosos enquanto realizavam os exames – em um dos casos o médico chegou a fazer sexo oral em uma paciente.
“Nós representamos pela prisão dele depois que três vítimas procuraram a delegacia. Elas relataram que o profissional utilizava o momento do exame de toque para abusar das vítimas, seja por meio de masturbação, falando coisas de cunho sexual, chegando a audácia de praticar sexo oral em uma delas”.


O Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) informou que “dará celeridade à apuração de tais fatos em razão da gravidade do que já foi divulgado” e que aguarda a documentação necessária para tomar providências cabíveis.
Os crimes aconteceram em dezembro de 2017, quando três vítimas do profissional procuraram a polícia. A delegada afirma que o homem nunca havia sido preso, apesar dos atos que já aconteceram em 2015.
“Em 2014 a nossa delegacia apurou a denúncia de uma paciente que foi vítima da mesma forma de abuso. Ele chegou a ser condenado em 2015, mas a defesa do médico recorreu e ele nunca tinha sido preso. Agora, com o surgimento destes três novos casos, mesmo o processo anterior ainda estando em curso, pedimos pela prisão”, explicou a delegada. 

  Bahia Notícias