Breaking News

A partir de março óleo de soja será misturado ao Diesel




Para este mês de março, o Brasil passará a ter no óleo diesel de petróleo, a mistura de 10 % de biocombustíveis não fósseis. Segundo a Abiove, o acréscimo percentual de 8 para 10, representará um incremento na demanda por biodiesel de quase 30 %.


Com a alteração, a demanda passará para quase 6 bilhões de litros de combustível vindo de fontes renováveis, sendo 80 % originário da soja. Isso representa uma necessidade de produzir cerca de 4 milhões de toneladas de óleo de soja bruto, somente para atender a produção de diesel brasileira neste ano. Além dos ganhos ambientais, estima-se uma economia em divisas na ordem de U$ 2,2 bilhões.

Embora o biodiesel possa ser obtido de diversas espécies vegetais, nenhuma tem condições de produção em grande escala com eficiência igual a sojicultura. Para contribuir com a oferta brasileira, a região do MATOPIBA e Pará produzirá 16,5 milhões de toneladas de soja nesta safra, representando mais de 10 % da produção nacional.

Apesar de um ambiente onde se emprega altas tecnologias no campo, o desafio de elevar produtividades continua presente.


A prova são as médias regionais, sendo 54 sc/ha na última safra na Bahia, enquanto diversos sojicultores colheram próximo das 100 sacas por hectare.

Dentre os desafios para o sucesso das lavouras, estão a semente e a plantabilidade, reforça Celito Missio, presidente da Aprosem. Para atendermos a demanda crescente por soja, o caminho mais eficiente é a busca por incrementos na produtividade. Neste contexto, uma lavoura bem formada, dará mais segurança para o manejo, de forma a aproveitar ao máximo seu potencial produtivo.

  ASCOM/Aprosem