loading...

Breaking News

Senador acusa governo Temer de retaliar Bahia com corte de R$ 180 mi


Foto: Agência Senado
O Senador Otto Alencar (PSD-BA) acusa o governo federal de perseguir politicamente a Bahia, promovendo cortes exagerados nos orçamentos para a Saúde, Segurança e Educação, no valor de R$ 182,12 milhões.


Os cortes foram feitos em todos os estados, como parte da política econômica do presidente Michel Temer, que reduziu drasticamente os investimentos nos investimentos sociais. Segundo Otto, os cortes sobre os repasses para a Bahia e o Ceará - dois estados administrados pelo PT - foram superiores às outras unidades da federação.

O Senador mostrou uma planilha que aponta um corte de recursos para a Bahia 20% superior aos outros estados. Para Otto, o motivo são os interesses políticos do Congresso. Ele culpa o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e seus aliados por comandarem uma “perseguição” às gestões petistas, sobretudo o governador Rui Costa.

“Quem manda no governo é o DEM, é Rodrigo Maia. Ele tem 12 pedidos de impeachment na mão e engavetou todos. Temer come na mão de Maia, que pretende ser governador ou eleger o pai [César Maia]. Nunca um governo foi tão impopular como o de Temer e foi tão forte no Congresso, pela ideologia do ‘é dando que se recebe’”, apontou Otto.

Segundo o senador, como parte do projeto eleitoral de Maia, além da intervenção militar no Rio de Janeiro, que recebeu um aporte de R$ 2 bilhões da União, o democrata conseguiu recentemente R$ 20 milhões para a construção de uma ponte no município de Rezende, uma de suas bases no interior fluminense. Informações do Metro 1