loading...

Breaking News

Argentina tem dois mortos por febre amarela após viagens ao Brasil





Dois argentinos que viajaram recentemente ao Brasil sem tomar vacina contra a febre amarela morreram no último fim de semana, segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde da Argentina. 

Ambos tinham mais de 60 anos. "Um deles residia em Río Negro (ao sul) e foi assistido por uma clínica privada em Neuquén. O outro, com residência em Lanús (província de Buenos Aires) também foi atendido por um hospital privado da capital."

Ainda segundo o ministério, desde que começou o surto de febre amarela no Brasil, foram registrados oito casos de pacientes com a doença que haviam regressado recentemente do país vizinho.


"Seis deles têm como antecedente comum terem visitado Ilha Grande (RJ), um outro esteve na cidade de Ouro Preto (MG) e o mais recente, um jovem de 24 anos que havia feito uma viagem até o Rio de Janeiro em um cruzeiro". A maioria deles se encontra com boa recuperação, apenas este último é o que está em estado mais grave, pois teve de se submeter a um transplante de fígado e continua internado, em Buenos Aires.

As autoridades argentinas não têm exigido a vacina a quem viaja ao Brasil, mas vêm recomendando com ênfase. As vacinas podem ser tomadas gratuitamente nos postos de saúdes públicos. "O Brasil está atravessando uma situação epidemiológica que parece não diminuir. Por isso insistimos tanto com a recomendação para quem vai a zonas afetadas que se vacinem ou que adiem a viagem", disse a Patricia Angeleri, diretora nacional de epidemiologia do ministério.

Segundo Angeleri, a vacina está sendo recomendada para quem viaja ao Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo e Bahia, principalmente.

  Folhapress