Breaking News

Banco do Brasil abre edital para concurso de escriturário




Estão abertas, até o próximo dia 27, as inscrições para o concurso do Banco do Brasil. Com o salário-base de R$ 2.718,73 pela carga horária de 30 horas semanais, o certame oferece 60 vagas de nível médio para a função de escriturário.


As oportunidades, no entanto, são destinadas às cidades de São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro. Com isso, os interessados em participar do processo seletivo devem sair de Salvador para fazer a prova.

As avaliações, que estão previstas para o dia 13 de maio, serão aplicadas em 10 municípios: Belém (PA), Fortaleza (CE), Recife (PE), Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Campinas (SP), São Paulo (SP), Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR).

Com o fato de as vagas para ingressar no Banco do Brasil estarem disponíveis para outras cidades, a decisão de participar desta seleção depende dos objetivos profissionais de cada concursando.


Possibilidade de ascensão

De acordo com Luís Ubrich, professor de informática do curso preparatório para concursos Ímpar, a possibilidade de ascensão no Banco do Brasil, embora o salário inicial seja baixo, atrai os candidatos.

“Para os que não querem morar fora de Salvador por muito tempo, esse concurso permite que o funcionário ingresse no banco e retorne no futuro”, acredita o professor.

Na avaliação, o candidato terá de responder a 70 questões de múltipla escolha, que englobam conhecimentos bancários, matemática, probabilidade e estatística, informática, língua portuguesa e inglesa, atualidades do mercado financeiro.


O concursando também terá de redigir uma redação. Essa parte da avaliação, segundo o edital da prova, tem caráter eliminatório.

Professora de redação do curso Ímpar, Kelle Catiane orienta que, antes de redigir o texto, os candidatos devem construir um raciocínio.

“É preciso defender uma tese na introdução. Nos parágrafos de desenvolvimento, o candidato deve formular exemplos que ilustrem sua opinião. Na conclusão, o recomendado é se posicionar, reforçando sua tese”, explica a professora.


Quanto às palavras-chave utilizadas no texto, Kelle recomenda o uso de conectivos, como os pronomes demonstrativos anafóricos ‘esse’ e “aquele”.

Diante das recomendações para redigir uma boa redação, ela reconhece que a prova ainda causa “apreensão” na maioria dos concursandos. Para vencer isso, segundo a professora, o candidato deve escrever duas ou três redações por semana.

Os interessados em participar da seleção do BB devem se inscrever no site: www.cesgranrio.org.br. A taxa de inscrição custa R$ 48.

  A Tarde