loading...

Breaking News

Caso encerrado: Polícia Civil confirma que mulher foi enterrada morta no Oeste da Bahia






De acordo com o relatório policial, testemunhas foram ouvidas e ficou comprovado que Rosângela Almeida dos Santos estava morta quando teve o seu corpo preparado pelo enterro, pelos profissionais da agência funerária. Posteriormente, ao ser desenterrado, o corpo demonstrou adiantado estado de decomposição.

A polícia pediu um laudo psiquiátrico sobre o estado mental da mãe de Rosângela, que havia acompanhado todos os atos no momento em que populares violaram a sepultura e retiraram o caixão. Ela própria havia pedido para ver a filha e comprovar se estava mesmo morta.

O laudo indicou que a idosa apresenta desequilíbrio psicológico devido ao forte trauma sofrido com a perda da filha, que gerou uma expectativa de que ela voltaria para casa.

A Polícia Civil indiciou a mãe de Rosângela pelo crime de violação de sepultura e, ao mesmo tempo, pediu o arquivamento do inquérito, devido às conclusões apresentadas no laudo psiquiátrico.