Breaking News

Triatleta sul-africano sofre ataque brutal e tem as pernas cortadas por serrote




O triatleta Mhlengi Gwala sofreu um ataque brutal quando treinava na cidade de Durban, na África do Sul e pode ter uma das pernas amputadas. Três homens atacaram o sul-africano quando ele subia uma colina íngreme de bicicleta. Além de roubar os pertences, os criminosos tentaram cortar as pernas do atleta usando um serrote. 


Em depoimento à polícia, que investiga o caso e afirma estar diante de uma tentativa de homicídio, Mhlengi Gwala, de 27 anos, contou que não entendeu o idioma dos homens na hora da abordagem parou e entregou o celular. No entanto, eles não queriam apenas roubá-lo. O atleta foi arrastado para os arbustos à beira da estrada, quando pegaram uma serra e começaram a cortar a perna dele. 

"Eles continuaram cortando e quando chegaram ao osso, o serrote ficou presa, porque não era tão afiada. Aí eles começaram na outra perna", disse o porta-voz da polícia, Nqobile Gwala. 

Apesar de não correr risco de vida, Mhlengi Gwala pode ter a perna amputada, já que sofreu um corte na artéria principal. O Ironman África do Sul anunciou na sua página uma campanha, intitulada "Traga Mhlengi de volta à sua bicicleta", para ajudar o atleta. Além disso, a organização desejou melhoras e uma rápida recuperação ao esportista.

  Bahia Notícias