Breaking News

Homem que pegou ' pior gonorreia da história ' está curado





Um homem na Grã-Bretanha que ficou conhecido por ter sofrido "pior caso de supergonorreia da história" está curado. Médicos dizem que o paciente teve "muita sorte" e que o caso foi um "grande alerta para todos". Ele pegou a doença depois de manter relação sexual com uma mulher no Sudeste Asiático, em uma viagem no início do ano. O homem tem uma companheira britânica. Foi a primeira infecção da história que não pôde ser curada com o tratamento por antibióticos normalmente receitados. Desde então, houve dois casos similares na Austrália.

A história veio à tona no mês passado. O principal tratamento com antibióticos - uma combinação de azitromicina e ceftriaxone - não foi capaz de curar a doença. Uma análise detalhada da infecção indicou que um último antibiótico poderia funcionar, e, a partir daí, o paciente foi tratado com ertapenema. A médica Gwenda Hughes, chefe da seção de infecções sexualmente transmissíveis na agência inglesa de saúde pública, disse: "Estamos felizes em comunicar que o caso da gonorreia resistente a muitas drogas foi tratado com sucesso." O órgão iniciou uma investigação para rastrear outros possíveis casos - avaliou inclusive a parceira britânica do paciente - mas diz que a superbactéria não se espalhou pela Grã- Bretanha. 

A agência inglesa de saúde pública, a Organização Mundial de Saúde e os Centros Europeus para o Controle de Doenças concordaram que este foi o caso mais sério de gonorreia resistente a antibióticos já detectado. Porém, outros casos semelhantes foram descobertos na Austrália. Um dos pacientes também teve relações sexuais no Sudeste Asiático, e o outro não relatou viagens internacionais. Hughes diz que os casos serão difíceis de tratar e servem como um lembrete de que a supergonorreia deve se tornar mais comum no futuro.

  Portal UOL