Breaking News

Oeste: golpista utilizam caneta com tinta que apaga na compra de carros


Foto: imagem TV Oeste

Golpistas utilizam caneta com tinta que pode ser apagada na compra de veículos em Luís Eduardo Magalhães, no Oeste da Bahia.

De acordo com reportagem da TV Oeste, afiliada da Rede Bahia, foram registradas quatro tentativas do golpe em um cartório de LEM, somente neste ano.

Com a utilização de uma tinta que pode ser apagada após a assinatura da compra, os golpistas mantém o carro em nome do antigo proprietário e tudo que ocorrer com o veículo será registrado em seu nome - multas e acidentes, por exemplo.


Segundo a reportagem, a Polícia Civil iniciou investigações para localizar os suspeitos. A tabeliã Ana Paula Koerner diz que todos os funcionários do cartório da cidade já foram orientados a identificar as possíveis tentativas de fraudes. "A partir do momento que a gente constata a utilização dessa caneta, a gente retém o documento, encaminha para a delegacia e para o juiz corregedor. É a praxe para que seja dada segurança jurídica", destaca. 

As pessoas que forem flagradas tentando praticar esse tipo de crime podem responder por estelionato e falsidade ideológica, como explica o delegado Leonardo Mendes.

"A gente pode descambar para dois tipos de crime: o estelionato e o de falsidade ideológica, que é quando você insere no documento público ou particular dados que não condizem com a realidade. São crimes que podem resultar em penas de até cinco anos. São crimes de altíssima gravidade", afirma. Informações do G1 Bahia