Breaking News

Polícia Civil baiana prende quadrilha que executou e queimou o delegado Marcus Torres


Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil baiana concluiu as buscas para capturar a quadrilha responsável pela morte do Delegado Marcus Torres, que atuava em Barra da Estiva, no dia 12 de março, quando além de assassinar, queimaram o corpo da vítima em uma estrada vicinal.

Segundo informações policais, a força tarefa destacada para apurar o crime cumpriu um mandado de prisão preventiva contra Júlio Carlos Pereira Rocha, participante de assaltos a instituições financeiras. A prisão ocorreu na residência do acusado, que resistiu inicialmente e foi atingido pelos policiais, entregando-se em seguida.

Ainda segundo a polícia, o homem recebeu socorro médico e colaborou com as investigações ao confessar participação no assassinato do delegado, apontando o comparsa Talles Deivison Souza Lelis como coautor no crime. Júlio morreu ao trocar tiros com os policiais, resistindo à prisão.

O terceiro homem preso em cumprimento a outro mandado de prisão foi Guilherme Fraga. A operação policial para sua captura ocorreu em Montes Claros (MG). De acordo com a polícia, ele também participou do assassinato do delegado Marcus Torres.