Breaking News

Oeste: deputado defende retorno da Coelba ao controle do Governo da Bahia


Foto: divulgação
Em visita ao município de Luís Eduardo Magalhães, no oeste do Estado, nesta terça-feira (4), o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Angelo Coronel defendeu que a reestatização da Coelba como uma medida extrema.

“A Coelba, que é a nossa distribuidora de energia, precisa acompanhar o desenvolvimento da Bahia. Muitos projetos industriais e de agronegócios, inclusive aqui no Oeste, estão paralisados por falta de energia elétrica. A espanhola Iberdrola, que controla a Neoenergia, precisa aportar mais investimentos, porque a qualidade dos serviços está muito a desejar. Conversei com o governador Rui Costa e vamos estudar até mesmo, como último recurso, reestatizar a Coelba”, declarou Coronel.
Para o presidente da ALBA, a proposta não é descabida: “Energia significa desenvolvimento. Ontem mesmo, a empresa estatal de energia da Itália, a Enel, comprou o controle acionário da Eletropaulo, em São Paulo. A Iberdrola, que é privada, perdeu a disputa. O que questiono é porque uma estatal dá certo na Itália e no Brasil tem que ser, pela cartilha neoliberal, obrigatoriamente ser privatizada? Energia elétrica, assim como petróleo, estão atrelados ao desenvolvimento e, por consequência, à nossa soberania”. 
Coronel disse também que o Brasil precisa redefinir o papel regulador das agências de energia e telefonia. “Além da energia, o Oeste baiano se ressente de mais investimentos em telefonia fixa e telefonia celular. Não é possível que a região que mais cresce no Brasil fique isolada do mundo, sem telefone nem internet. As operadoras de telefonia precisam acordar para os investimentos”, diz o chefe do Legislativo. O governador Rui Costa também deu seu parecer a respeito do retorno da Coelba ao comando do governo (lembre aqui).