Breaking News

Oeste: suposto tráfico de bebê pode ter sido, na realidade, o assassinato de um recém-nascido







O caso noticiado pelo Portal Lapa Oeste, como suposto tráfico de criança em Barreiras, pode ter alcançado um desfecho, segundo informações divulgadas pela Polícia Civil. A mãe da criança, Adriana Barbosa Marques, de 24 anos, que afirmou ter doado o recém-nascido ainda no Hospital do Oeste, pode ter matado e queimado o bebê.

A polícia desconfia do fato após encontrar o corpo de um bebê queimado dentro de uma sacola plástica, jogado no lixo em um terreno baldio no bairro Recanto dos Pássaros. O corpo está em avançado estado de decomposição e foi levado para o Instituto Médico Legal.

Durante as investigações realizadas nos últimos dias, uma das mulheres apontadas como suspeita de ter participado do suposto tráfico, identificada como Jana, procurou a Delegacia de Polícia e declarou que somente teve contato com Adriana no hospital e não possui informações sobre o paradeiro da criança.

A polícia requisitará a análise do material genético para confirmar se o bebê é o filho desaparecido de Adriana. Policiais localizaram um frasco de álcool e uma panela no apartamento da mulher, onde algo teria sido queimado. Informações do Alô Alô Salomão