Breaking News

Polícia Civil investiga suposto caso de tráfico de criança no Oeste da Bahia

Foto: WhatsApp
Um suposto caso de tráfico de criança é alvo de investigação da Polícia Civil de Barreiras, no Oeste da Bahia, depois que recebeu a denúncia da família de uma jovem de 24 anos, que teria escondido da família a gravidez e o parto, entregando o bebê logo após o nascimento, ainda no Hospital do Oeste (HO).

De acordo com a polícia, a jovem identificada como Adriana Barbosa Marques, confessou que doou a filha recém-nascida para uma vizinha de apartamento, identificada como Suely Silva. No entanto, teria se arrependido, desenvolvido um quadro depressivo e, segundo a família, passa por tratamento psiquiátrico em Brasília. “Se arrependeu do que fez e está chorando o tempo inteiro perguntando pela filha”, contou um tio da jovem.

O mesmo tio descobriu o parto através do contato com uma enfermeira do HO. Imediatamente, a família procurou a polícia e entregou várias evidências, inclusive conversas nas redes sociais, onde a jovem perguntava a determinadas pessoas detalhes sobre a criança.

A Polícia Civil realiza diligências para localizar a criança e três mulheres envolvidas no caso. Além de Suely, são procuradas Tatiane e Jana, identificadas nos contatos mantidos pela mãe da criança.

  Informações do Barreiras Notícias