loading...

Breaking News

Folha aponta inconsistências no número de novos empregos criados, anunciado por Temer




O Jornal Folha de S. Paulo publicou matéria que alerta para possíveis inconsistências nos níveis de empregos formais, divulgados pelo Presidente Michel Temer: 33 mil novos empregos criados no país.


O Jornal afirma que os números apresentados por Temer podem não corresponder à realidade, pois incluem os contratos intermitentes de trabalho, criados após a reforma trabalhista.

De acordo com o Jornal, sob essa forma de contrato, o trabalhador se registra e passa a aguardar uma vaga. Há casos em que o empregador não o convoca e portanto ele não pode ser inserido nas estatísticas de novos empregos.

Os contratos intermitentes preveem que o trabalhador seja chamado esporadicamente para o serviço e somente receba pelo tempo trabalhado. Se não for convocado, não recebe salário. No entanto, para o Governo Federal, mesmo sem trabalhar e sem receber, esse trabalhador é contabilizado como empregado.

O Ministério do Trabalho respondeu à reportagem da Folha, assegurando que vai introduzir métodos de verificação para identificar o número real de trabalhadores que estão em atividade sob a forma do contrato intermitente.