Breaking News

Novo golpe contra aparelhos de celular rouba plano de dados de usuários




Foto: reprodução

Os golpes de cibercriminosos contra aparelhos celulares, que antes miravam em roubar informações como senhas, dados bancários e de cartões de crédito, estão mais sofisticados e concentrando os ataques em capturar o plano de dados do usuário. Dependendo do vírus, os criminosos conseguem até mesmo drenar a bateria do dispositivo da vítima. Nos últimos 12 meses, os golpes contra celulares e dispositivos móveis registrou alta de 31,3%, de acordo com a empresa de cibersegurança Kaspersky Lab.

De acordo com a empresa, o invasor consegue se conectar ao dispositivo da vítima, explorar seu conteúdo e configurar o aparelho para que o celular trabalhe para o criminoso. Os cibercriminosos utilizam anúncios não solicitados (adware) para roubar e usar o plano de dados das vítimas, a energia de suas baterias e obstruir o trabalho normal do dispositivo móvel. Em outros casos, o criminoso extrai as senhas e pode roubar informações de cartões.




Os usuários do Android são as principais vítimas, como explica o analista sênior de segurança da Kaspersky, Fabio Assolini. Segundo ele, o sistema operacional do Google tem problemas mais frequentes de segurança do que o iOS, da Apple

- É importante observar que a grande maioria das ameaças detectadas foi projetada para infectar aparelhos que utilizam a plataforma Android. Além disso, muitos usuários baixam aplicativos fora das lojas oficiais, o que aumenta as chances de ser infectado. Mais do que nunca os usuários devem entender a necessidade de se instalar um aplicativo de segurança para seu aparelho móvel — alerta o analista de segurança.

Os ataques mais frequentes ocorrem quando o usuário acessa links que recebe através de redes sociais ou instala um aplicativo que infectado com vírus. Especialistas também alertam para o perigo de processos que permitem alterar as configurações de fábrica para instalação de aplicativos piratas.




Cuidados:

Desconfie sempre de alguma mensagem que prometa prêmios ou quantias em dinheiro. Confira o site oficial da empresa citada no texto para saber se realmente há alguma promoção em andamento.

Tenha sempre um antivírus instalado em seu aparelho.

Preste muita atenção ao texto. É comum mensagens falsas conterem erros de Português e problemas de acentuação e/ou pontuação.

  Ibahia