Breaking News

Caixa abrirá agências 2 horas mais cedo para saques do Fundo PIS-Pasep



Tela do site da Caixa na qual é preciso colocar os dados pessoais para acessar o saldo do PIS — Foto: Reprodução



Os saques do Fundo PIS-Pasep terminam na próxima sexta-feira (28) para quem tem menos de 60 anos. Para facilitar o pagamento para os cotistas que ainda não sacaram o benefício, a Caixa Econômica Federal abrirá suas agências duas horas mais cedo na quinta e na sexta.

A exceção será nas regiões em que, devido ao fuso, esse horário não for a melhor condição de atendimento aos clientes, como nos estados do Norte. Para essas regiões específicas, o horário também será ampliado, mas cada superintendência local decidirá se abrirá a agência antes ou se fechará depois do expediente normal.

Até o dia 21, cerca de 4,5 milhões de pessoas com menos de 60 anos com direito a receber o pagamento das cotas do PIS-Pasep ainda não haviam sacado o dinheiro. Outros mais de 11 milhões de beneficiários retiraram os valores a que tinham direito.



No caso das contas do PIS, vinculadas aos trabalhadores do setor privado, que são administradas pela Caixa Econômica Federal, 4,02 milhões de cotistas ainda não sacaram R$ 5,3 bilhões. O total de beneficiários com menos de 60 anos é de 12,5 milhões, com direito a receber R$ 13,5 bilhões.

Na última semana, a Caixa transferiu cerca de R$ 1,7 bilhão aos trabalhadores com conta em bancos privados. No site www.caixa.gov.br/cotaspis, os trabalhadores podem conferir se o benefício já foi creditado ou ainda está disponível para saque.

Em relação ao Pasep, que é administrado pelo Banco do Brasil e é vinculado aos servidores públicos civis ou militares, são quase 480 mil cotistas que não sacaram R$ 650 milhões.



Após o dia 28 de setembro, volta a valer a regra de liberação dos saques somente para quem tem a partir de 60 anos e para os casos de aposentadoria, invalidez (inclusive do dependente), morte do cotista (habilitando o herdeiro a sacar) e algumas doenças graves, como câncer, aids, Parkinson e tuberculose (incluindo o dependente).

Nesses casos, é possível fazer os saques a qualquer momento, sem necessidade de seguir cronograma, e o prazo continua aberto por tempo indeterminado.

O beneficiário com menos de 60 anos que não fizer o saque até sexta não perde o dinheiro, mas só conseguirá sacar se estiver enquadrado em algumas das hipóteses acima ou se o governo permitir novamente que o saque seja feito em qualquer idade.

  Portal G1