Breaking News

Morador reclama dimensões dos quebra-molas construídos em Bom Jesus da Lapa



Foto: Facebook


Postagem realizada no Facebook, nesta quinta-feira (6).

Gostaria que os responsáveis por construção de "QUEBRA MOLA" nas ruas de Bom Jesus da Lapa desse uma olhada na resolução abaixo pra não cometerem o crime que vem cometendo ao instalar esses quebra molas absurdos nas ruas de nossa cidade ocasionando danos nos veículos e até deixado pessoas lesionadas com sequelas irreversíveis, como já aconteceu um jovem morador de Bom Jesus da Lapa quando na ocasião sofreu um grave acidente de motocicleta em uma Avenida quando foi arremessado de seu veículo por causa de um desses quebra mola fora do padrão e sem nem uma sinalização de advertência.

Hoje ao passar no bairro São Gotardo me deparei com a construção de três quebra molas de uma altura absurda, tem no mínimo 20 cm de altura, e além do mais não vejo motivos aparente para que seja construído tal quebra molas já que que aquela rua não tem tanto trânsito assim. 
A foto da esquerda é de como se deve ser os quebra molas quando a uma necessidade naquele lugar, já a foto da direita e do quebra molas que esta sendo construído no referido bairro. 
Fica ai uma dica pra todos os usuário e proprietários de veículos que se por acaso esses quebra molas vierem danificar seus veículos ou algum acidente, vc podem acionar a justiça contra os responsáveis pela construção desses quebra molas. 


Segue abaixo a resolução do CONTRAN do que diz respeito aos quebra molas.

Veja o que diz a Norma do CONTRAN:
“Art. 3º As ondulações transversais às vias públicas denominam-se TIPO I e TIPO II e deverão atender aos projetos-tipo constantes do ANEXO I da presente Resolução. Deverão apresentar as seguintes dimensões:
I - TIPO I:
a) largura: igual à da pista, mantendo-se as condições de drenagem superficial;
b) comprimento: 1,50
c) altura: até 8cm (máximo).
II - TIPO II:
a) largura: igual à da pista, mantendo-se as condições de drenagem superficial;
b) comprimento: 3,70m;
c) altura: até 10cm (máximo).
Art. 4º Os sonorizadores deverão atender ao projeto-tipo constante do ANEXO II da presente
Resolução, apresentando as seguintes dimensões:
I - largura do dispositivo: igual à da pista, mantendo-se as condições de drenagem superficial;


II - largura da régua: 0,08m;
III - espaçamento entre réguas: 0,08m;
IV - comprimento: 5,00m;
V - altura da régua: 2,5cm.
Art. 5º As ondulações transversais são:
I - TIPO I: Somente poderão ser instaladas quando houver necessidade de serem desenvolvidas velocidades até um máximo de 20 km/h, em vias locais, onde não circulem linhas regulares de
transporte coletivo;
II - TIPO II: Só poderão ser instaladas nas vias:
a) rurais (rodovias) em segmentos que atravessam aglomerados urbanos com edificações


lindeiras;
b) coletoras;
c) locais, quando houver necessidade de serem desenvolvidas velocidades até um máximo de 30km/h.
Art. 6º Os sonorizadores só poderão ser instalados em vias urbanas, sem edificações lindeiras, e em rodovias, em caráter temporário, quando houver obras na pista, visando alertar o condutor quanto
à necessidade de redução de velocidade, sempre devidamente acompanhados da sinalização vertical de regulamentação de velocidade.