Breaking News

Análise: carta branca para polícia vai provocar carnificina em SP, RJ e MG



Resultado de imagem para mão com sangue
Foto: reprodução


Para o filósofo Vladimir Safatle, a repressão pode piorar nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, que estão alinhados com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).
"Espere uma carnificina. Porque eles são claros. Todos falaram muito claramente. A polícia agora tem carta branca para matar. Os três falaram a mesma coisa. Uma polícia que mata. Em suma, não tem nenhuma racionalidade nas suas ações, tem uma espetacularidade e uma dinâmica de brutalização de conflitos sociais, a pior possível. Quer dizer, você vai ter um país onde é muito possível que a gente vá voltar a conviver com estruturas de milícia de maneira muito mais aberta. Estruturas que já vinham desde o esquadrão da morte, exatamente tipo de coisa que o Bolsonaro elogia, com o tipo de relação, de tensão nas cidades, que nós conhecemos."


O colunista político do UOL Josias de Souza também ressaltou como o presidente vê o sistema prisional. "Ele falou que [cadeia] é como coração de mãe, sempre cabe mais um. Se o sujeito não quer entrar lá, ele que não cometa crime. Essa lógica é uma lógica esquisita, porque você não tem no Brasil pena de morte e não tem prisão perpetua. Então o sujeito que entra no sistema prisional, ele vai sair", afirmou.
Vladimir Safatle disse acreditar que a pena de morte também será discutida no governo de Jair Bolsonaro. "Eu faço exercício de futurologia. Eu dou um ano para o Congresso Nacional votar uma lei de pena de morte. Um ano. Eu aposto."

  Portal UOL