Breaking News

1º Encontro da Cadeia Produtiva do Leite do Oeste da Bahia







Encontro da Cadeia Produtiva do Leite acontecerá nos próximos dias 21 e 22 de novembro e reunirá produtores rurais, técnicos, pesquisadores entidades do agronegócio regional, estadual e federal.

Com um setor leiteiro que produz anualmente 858 milhões de litros de leite, dos quais 77,3 milhões são obtidos através da região do oeste da Bahia, o Estado ganha cada vez mais força e representatividade no país e consolida-se como o maior produtor de leite do Nordeste.

Para discutir todo esse crescimento e o potencial de expansão no setor, a cidade de Barreiras (BA) sediará entre os dias 21 e 22 de novembro o 1º ENCONTRO DA CADEIA PRODUTIVA DO LEITE DO OESTE DA BAHIA, no centro de convenções do Hotel das Mangueiras. O evento é uma realização da ACRIOESTE – Associação dos Criadores Gado do Oeste da Bahia e da CRIO Consultoria em Agronegócios.



O Encontro tem como objetivo unir a cadeia de produção leiteira do oeste da Bahia para mostrar que é possível agregar renda produzindo de forma integrada e sustentável. A ideia é unir os elos da cadeia em todos os níveis, para que em conjunto elaborem propostas para a expansão do segmento no oeste baiano.

Durante os dois dias profissionais como os pesquisadores da Embrapa Gado de Leite, Lorildo Aldo Stock e Duarte Vilela; Humberto Miranda – presidente da FAEB, Francisco Peltier, presidente da Comissão Baiana da Cadeia Produtiva do Leite; Marcelo Matos, superintendente de Agricultura Familiar – SUAF/SDR; Eduardo Marqueze Ribas, gerente de leite na Castrolanda Cooperativa Agroindustrial, além de prefeitos, indústria de insumos, autoridades, especialistas na atividade e produtores de leite dos 24 municípios do oeste da Bahia, estarão debatendo as questões da atividade, da fazenda até o consumidor, buscando ações estruturantes e que promovam o desenvolvimento sustentável da pecuária leiteira na região.



Além do Encontro, na noite do dia 21 de novembro, a partir das 20h, acontecerá o 1º LEILÃO LEITE OESTE BAHIA, no Tatersal do Parque de Exposições Barreiras. O leilão será transmitido pelo Agro Canal e Web canal Central Leilões e, contará com 50 lotes de matrizes da raça Girolandas e Guzolandas, registradas (bezerras produtos de fecundação In Vitro -FIV, novilhas prenhas e vacas em lactação), como uma mostra da oferta de animais geneticamente superiores disponíveis na região.

Para Ubirajara Zapponi, Diretor da CRIO Consultoria em Agronegócios, organizador do evento, destacou a relevância do evento: “É de conhecimento do setor que o oeste da Bahia é uma das maiores fronteiras agrícolas do pais, desenvolvida a partira da década de 80, e que hoje atende ao pais e ao exterior com uma gama de produtos diversos que vão da soja, ao algodão, incluindo milho, frutas, café e outros grãos”, disse.
v

Zapponi destacou ainda a união de diferentes setores na construção e desenvolvimento do setor leiteiro no oeste baiano: “ A pecuária leiteira seguindo a capacidade produtiva do setor agrícola, busca nesse encontro reunir as competências de todos os componentes da cadeia produtiva do leite para organizar, estruturar e dinamizar a indústria leiteira regional, sem os riscos de soluções de continuidade e que em futuro próximo atinja a dimensão de estar associada ao setor agrícola, levando o leite do Oeste Baiano a outras regiões do estado e a outros estados brasileiros, a exemplo da indústria neo-zolandesa Leitíssimo, instalada na região, cujo leite é disponibilizado e reconhecido com um dos leites de melhor qualidade nos estados da Bahia, Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro, entre outros”, finalizou Zapponi.

  ASCOM/AIBA