Breaking News

Cidadão armado tem 70% mais chances de ser baleado durante assalto, diz PM



Adriano Machado/Reuters
Foto: reprodução


Uma pesquisa divulgada pela Folha de S. Paulo indica que a maioria dos brasileiros é contrária à facilitação do porte de arma, conforme anunciou o presidente eleito Jair Bolsonaro, que pretende adotar a medida através de decreto.

De acordo com a pesquisa, apenas 37% acreditam que a liberação das armas aumentaria a segurança. Os últimos números apontam uma queda de 4% entre as pessoas que consideram o porte de arma como um direito do cidadão: caiu de 41% em outubro, para 37% em dezembro.

Especialista em segurança pública, como o coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo, José Vicente da Silva Filho, demonstram preocupação com o anúncio de Bolsonaro. Segundo estatística da PM de São Paulo, um cidadão armado tem 70% mais chances de ser baleada em um assalto.



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.