Breaking News

Paulo Guedes estuda medidas para dificultar aposentadoria de quem pede licença por motivo de saúde




Guedes avalia exclusão do afastamento por doença do cálculo para aposentadoria



O Ministro da Economia Paulo Guedes planeja inserir nas mudanças que serão propostas para a Previdência Social, artigos que dificultariam o acesso à aposentadoria para quem se afastar do trabalho por motivos de saúde.

A medida estudar ainda se encontra na fase de estudos pela equipe do Ministro e compõe uma lista de todas as que serão tomadas para passar um pente-fino nas regras do Instituto Nacional de Seguro Social.



Segundo reportagem da Folha de São Paulo o governo ainda está em processo de análise e o auxílio-doença será descontado no período de contribuição que dá direito à aposentadoria, ou seja, o trabalhador que ficar afastado por motivo de saúde deverá pagar no final o prazo que ficou afastado, para poder se aposentar.

Se essa medida for posta em prática o governo mudará a forma de calcular o chamado tempo de carência, que é o número mínimo de meses pagos ao INSS para ter direito a benefícios como auxílio na aposentadoria.

Atualmente para se aposentar por idade é preciso que o trabalhador tenha 180 meses no mínimo de contribuição equivalentes a 15 anos. Se durante esse período a pessoa tiver algum problema de saúde ficar afastada por um ano, por exemplo, recebendo auxílio-doença não poderá contar esse ano na carência e terá de trabalhar mais um ano para compensar.



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.