Breaking News

Maioria dos baianos mantiveram presença acima da média em sessões da Câmara



A maioria dos deputados federais da Bahia mantiveram a presença acima da média nas sessões deliberativas, em que há discussão e votação de proposições, da Câmara dos Deputados durante a 55ª legislatura, iniciada em 1º fevereiro de 2015 e finalizada nesta quinta-feira (31). Ao todo, 416 sessões foram realizadas na Casa neste período, e a média de presença dos 39 baianos em exercício é em torno de 343 sessões.

Um total de 29 parlamentares da Bahia superou a média. A lista dos mais assíduos é encabeçada por Valmir Assunção (PT). Com 98,1% de presença o petista contabilizou apenas oito faltas durante o mandato, sete delas com justificativa e uma ausência não justificada.



Antônio Brito (PSD) segue Assunção ao somar 97,1% de presença, enquanto o terceiro lugar foi ocupado por Félix Mendonça Júnior (PDT) que esteve presente em 96,2% das sessões deliberativas da Casa.

A consulta aos números de presença dos deputados federais é disponibilizada no portal da Câmara dos Deputados. A porcentagem de assiduidade leva em conta o total de sessões realizadas na Casa durante o período em que o parlamentar esteve no exercício do mandato, ou seja, as 416 sessões totais não foram base para todos, uma vez que alguns deputados deixaram o exercício para assumir cargos no poder Executivo nos âmbitos federal, estadual ou municipal. 



Esse é o caso de Antônio Imbassahy (PSDB) que esteve em 277 de 304 sessões e contabilizou 91,1% de presença; Fernando Torres (PSD) que participou de 261 de 342 sessões (76,3%); Irmão Lázaro (PSC) marcou presença em 277 de 378 (73,1%); Josias Gomes em 41 de um total de 60 sessões (59,4%); Nelson Pellegrino (PT) 218 de 241 (90,5%); e Tia Eron (PRB) que de 306 sessões esteve presente em 253 (82,7%). 

Confira a lista dos deputados federais baianos mais assíduos nas sessões deliberativas da Câmara dos Deputados durante a 55ª legislatura:






A remuneração mensal bruta dos deputados federais é de R$ 33.763,00, conforme estabelecido pelo Decreto Legislativo 276/14. O pagamento da remuneração mensal leva em conta o comparecimento dos parlamentares às sessões deliberativas do plenário. Deste modo, a ausência não justificada em uma sessão resulta em desconto no salário. 

Entre os baianos que somam o maior número de ausências não justificadas está João Gualberto (PSDB). O tucano contabiliza 56 faltas e não apresentou justificativa para 41 delas. Ainda assim Gualberto está acima da média de presença com 86,5%. A lista segue com Irmão Lázaro (PSC) que possui 38 ausências sem justificativa e Sérgio Brito (PSD) com 37. 



Brito também lidera a relação dos federais da Bahia com maior número de ausências justificadas ao somar 98. Estes números atribuem a ele um dos piores índices de presença nas sessões deliberativas da Câmara dos Deputados, 68,3%. Ele fica atrás apenas de Josias Gomes (59,4%). Confira a lista dos parlamentares que mais faltaram às sessões:


  Bahia Notícias  



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.