Breaking News

Mulher pede socorro e PM prende homem por violência doméstica em Riacho de Santana







Uma guarnição da 38ª CIPM prendeu Elisvam Moreira das Neves, de 37 anos, por volta das 9h desta quarta-feira (6), em Riacho de Santana, Oeste da Bahia.

De acordo com a PM, a prisão ocorreu em atendimento a um pedido de socorro divulgado pela ex-esposa de Elisvam, publicado nas redes sociais, onde a mulher denuncia violências físicas e psicológicas sofridas nos últimos cinco anos. As agressões atingiam, ainda, o filho de dois anos do casal, além dos pais idosos, da mulher.

A diligência da PM foi realizada pelo realizada pelo Sargento Manoel, juntamente com os soldados André e Paulo, que conduziram o acusado para a sede da 24ª Coorpin, em Bom Jesus da Lapa.




Postagem feita pela vítima nas redes sociais






Um pedido de socorro!!!

Me chamo Jaqueline sou dona de casa e durante cinco anos fui casada com esse homem da foto Elisvan Morreira mas todos o conhecem por Paulo, trabalha como pedreiro e em 2016 foi candidato a vereador pelo partido PSB em Riacho de Santana  cidade onde moramos, durante nossa união tivemos 2 filhos. Durante esses cinco anos que vivemos juntos, diariamente eu era vitima de agressões físicas e psicológicas, ele me batia e me xingava o tempo todo nos separamos diversas vezes mas nos reconciliamos, as agressões não eram somente comigo toda a minha família era vitima dele inclusive meus 2 filhos e meus pais idosos. Idas a delegacia de Polícia e boletins de ocorrência eram constantes. Em 25 de setembro de 2018 na última agressão eu pulei o murro e fugi de casa quando voltei com a polícia ele já tinha fugido de novo dai nos separamos definitivamente, a justiça me concedeu  uma medida protetiva que proibia ele de se aproximar de mim , também decretou que as crianças ficariam em regime de guarda compartilhada.
Inconformado com a separação ele me persegue ameaça e agride a minha família ignorando a medida protetiva, as crianças estão traumatizadas depressivas tem pânico dele mesmo sendo o pai delas. Ele foi atrás de mim e bateu no pai como não pode falar comigo além de levar meus filhos com ele não sei pra onde. Meu pai é um idoso que não tem como se defender dele.
Tenho muito medo por mim por meus filhos e por minha família que está totalmente a mercê desse covarde. 
(...)
Peço humildimente as autoridades competentes dessa cidade que tome uma providência com máxima urgência pois toda minha família está correndo risco de vida. Meus filhos foram levados por ele depois de ter agredido meu pai que é um idoso, o todo tempo vivemos sobre suas ameaças e perseguições. Mesmo depois dos inúmeros boletins de ocorrência, da medida protetiva ele não se intimida. Parece que a justiça não tá valendo de nada. Onde está a justiça? Quantos precisam morrer pra algo ser feito?
Assim como faz outras vezes ele pode invadir nossa casa nos ferir ou até mesmo nos matar.

Sooooocoooooorrooooooooooo!
Me ajudem!!



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.