Breaking News

Órgãos fiscalizadores preparam grande operação sobre abate de carne em Lapa e cidades vizinhas





Foto: ASCOM/PMBJL

Uma grande operação será deflagrada pelos órgãos fiscalizadores contra o abate clandestino em Bom Jesus da Lapa e municípios vizinhos, com participação da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), das vigilâncias sanitárias, da Polícia Militar e do Ministério Público Federal.




Frigorífico
Foto: reprodução
De acordo com informações obtidas com exclusividade pelo Portal Lapa Oeste, os órgãos já realizam um trabalho de investigação que identificou os pontos de comercialização clandestina da carne. Quando a operação for deflagrada, os responsáveis pelas irregularidades serão acionados através da legislação vigente.
A fiscalização já ocorre de forma educativa em Bom Jesus da Lapa após o início de funcionamento do matadouro público. Os agentes da ADAB, vigilância sanitária, com o apoio da Polícia Militar, percorrem os estabelecimentos de revenda para identificar possíveis irregularidades.

"Nesse primeiro momento a vigilância sanitária está fazendo o trabalho educativo e, ao mesmo tempo, se encontrar irregularidades, notifica e estipula um prazo para que os responsáveis se adequem às normas legais", disse Marcos Haiala, Secretário de Agricultura de Bom Jesus da Lapa.





O Secretário afirmou que o abate clandestino ainda ocorre no município, principalmente, pela falta de conscientização das pessoas que comercializaçam a carne de gado.

O escritório da ADAB em Lapa é responsável pela fiscalização da carne desde o abate até o transporte para a revenda final ao consumidor. De acordo com Meire Telma, Gerente Regional da Agência, atualmente o escritório atua também sobre os municípios vizinhos de Serra do Ramalho, Sítio do Mato, Carinhanha e Riacho de Santana. No entanto, há uma reestruturação em curso que incluirá todos os municípios integrantes do Território do Velho Chico.

"Atuamos no combate ao abate clandestino, com base em denúncias que são registradas na gerência e escritórios. A ação acontece com o apoio da Polícia Militar. Outras vezes as ações são conjuntas com a ADAB, Vigilância e Ministério Público, sempre com apoio da PM. Nessa fase de implantação do Frigolapa, estamos realizando ações educativas em conjunto com a Vigilância Sanitária (VISA), com o objetivo de orientar os açougueiros. A próxima ação já terá um caráter punitivo. Esperamos que quando chegarmos nessa fase todos estejam trabalhando de forma correta para que não haja necessidade da aplicação multas ou, muito menos, apreensões", comentou Meire.



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.