Breaking News

Preso suspeito de estuprar mulheres que se candidataram a vagas de emprego falsas anunciadas pela internet na BA




 MP disse que teve conhecimento do caso no dia 1º de março, após uma visita técnica ao Hospital da Mulher, para onde uma vítima foi encaminhada. — Foto: Carol Garcia/GOVBA




Um homem suspeito de ter estuprado mulheres que se candidataram a vagas de emprego falsas anunciadas pela internet, em Salvador, foi preso durante uma operação deflagrada nesta terça-feira (26), pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). Conforme a investigação, cinco mulheres e uma adolescente, de idades não divulgadas, foram estupradas e mantidas em cárcere privado. 

A ação que resultou na prisão do suspeito, batizada de “Operação Armadilha”, foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher e da População LGBT (Gedem), com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco). 

Na operação, foram cumpridos um mandado de prisão temporária e quatro de busca e apreensão nos municípios baianos de Maragogipe, Vera Cruz e Salvador, incluindo o imóvel no bairro da Vila Canária, onde, segundo a investigação, aconteciam os crimes. 




O MP disse que foram apreendidos aparelhos celulares, armas brancas, documentos e outros vestígios ligados aos crimes. 

Caso

Investigações realizadas pelo MP revelaram que o homem, identificado como José Raimundo, publicava ofertas de emprego no site de anúncios OLX e, assim, conseguia atrair as vítimas até uma residência situada no bairro da Vila Canária, na capital baiana. 

No local, conforme o MP, as mulheres eram mantidas em cárcere privado e eram vítimas de violência sexual. 




De acordo com o MP, o órgão teve conhecimento do caso no dia 1º de março, após uma visita técnica ao Hospital da Mulher, unidade pública de saúde localizada no Largo de Roma, em Salvador. 

Uma das vítimas foi identificada na inspeção, realizada durante o carnaval de Salvador, na unidade de saúde, onde ela foi acolhida para exames e procedimento de profilaxia de DST's e AIDS. 




Por meio de nota enviada à imprensa assim que o caso foi denunciado, o site o OLX disse que repudia esse tipo de ação, mas que, a partir da denúncia, já baniu o usuário da plataforma. Informou ainda que está disponível para colaborar com as investigações.

O MP disse que novas denúncias podem ser formuladas ao Gedem, situado na Rua Arquimedes Gonçalves, no Jardim Baiano, em Nazaré, pelo telefone (71) 3321-1949 ou pelo e-mail: gedem@mpba.mp.br.

  G1 Bahia  



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.