Breaking News

Brasil: fraqueza da indústria brasileira pode se agravar nos próximos meses



Resultado de imagem para queda na venda das indústrias



O quadro atual de fraqueza da indústria brasileira pode se agravar nos próximos meses. Neste início de ano, os estoques das fábricas voltaram a crescer. Estoques maiores significam que as indústrias produziram mais do que foi vendido, e que podem reduzir a produção nos meses seguintes – o que acende a luz a amarela do setor e, por ora, ajuda a minar as expectativas de uma recuperação no curto prazo. 

Em fevereiro, o estoque efetivo das empresas em relação ao que planejado subiu para 51,1 pontos, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Foi o segundo aumento seguido e o nível mais alto desde setembro do ano passado, quando as expectativas da indústria eram mais favoráveis e havia a expectativa de uma retomada mais vigorosa. 

"Esse indicador acende um sinal amarelo, ainda mais nesse momento em que há uma reavaliação da economia", afirma Marcelo Azevedo, economista da CNI.



A medição dos estoques feita pela CNI varia de 0 a 100 pontos. Quando supera os 50 pontos, indica que o nível de estoques aumentou. Esse crescimento é considerado bastante negativo porque agora as empresas, antes de realizar novos investimentos e contratações, vão ter de eliminar os produtos em excesso. 

Os dados de estoque de fevereiro também preocupam porque, neste ano, o Carnaval foi em março e, portanto, houve mais dias úteis para a comercialização da produção do que em anos anteriores, quando a data foi celebrada em fevereiro.

  Portal G1  



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.