Breaking News

Deputado do PSL que cometeu transfobia na Alesp se assume gay






O deputado estadual Douglas Garcia, do PSL, se assumiu gay em uma sessão nesta sexta-feira 5 na Alesp. A deputada do seu partido, Janaína Paschoal, fez um discurso e disse que teve a honra de ser escolhida por Garcia para tornar pública sua sexualidade.

Janaína também contou que o deputado sofreu ameaças de que sua vida pública seria divulgada caso ele não se assumisse. “Como ele está abalado, ele me pediu pra fazer essa confissão. Depois de 25 anos, o Douglas conseguiu conversar com seus pais e dizer que é homossexual”, disse a deputada.

Logo em seguida, Garcia discursou e disse que estava com medo de a declaração prejudicar a bancada do seu partido. “Eu nunca quis falar por ser uma questão pessoal e por eu não utilizar esse fato como bandeira. Sou uma pessoa resolvida e feliz”, disse o deputado.



Na quarta-feira 3, Garcia fez um discurso dizendo que utilizaria agressão física para retirar pessoas trans de banheiros públicos. “Se um homem que se acha mulher entrar no banheiro em que estiver minha mãe ou minha irmã, tiro de lá a tapa e depois chamo a polícia”, afirmou.

O deputada Érica Malunguinho, primeira parlamentar trans, disse que vai abrir um processo contra Garcia por quebra de decoro parlamentar. “Quero que você elabore pautas para mostrar que não violenta e discrimina pessoas trans. Desculpa não adianta nada”, disse a deputada.

Douglas é criador do grupo “Direita São Paulo”, que ganhou forças nos últimos meses com a candidatura de Jair Bolsonaro à presidência.

  Carta Capital  



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.