loading...

Breaking News

Criadores contabilizam prejuízos com a morte do gado por falta de água







Criadores já enfrentam os prejuízos causados pela estiagem prolongada, com a morte de animais na zona rural de Palmas de Monte Alto.

Segundo o radialista Vilson Nunes, não chove no município há seis meses e os reservatórios secaram ou atingiram níveis críticos.

Segundo Nunes, com mais de 22 mil habitantes, o município de Palmas de Monte Alto vive uma das piores secas da história. A agricultura e a pecuária são os setores mais prejudicados pela estiagem. Em algumas propriedades rurais, a fome tem sido a principal causa da mortalidade de animais, o que vem aumentando o desespero de pecuaristas.



A drástica redução na área de pastagem obriga os criadores a buscar formas paliativas para alimentar a criação. Aqueles que possuem recursos, alugam pastos em localidades menos afetadas pela seca, outros vendem os animais para criadores de outros municípios.

Ainda segundo o radialista, no último dia 12 de agosto, devido à estiagem prolongada, o prefeito de Palmas de Monte Alto (BA), Manoel Rubens Vicente da Cruz (PSD), publicou novo Decreto declarando Situação de Emergência em todas às áreas do município afetadas pela seca, por mais 6 (seis) meses.


NÃO PERCA OS FATOS! Acesse nossa página no Facebook (clique aqui), clique em curtir e receba todo o conteúdo do Portal Lapa Oeste. Contamos com você!


Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.