Breaking News

Bom Jesus da Lapa permanece com uma das melhores classificações no Mapa do Turismo Brasileiro




Foto: G1 Bahia

Por: Lucimar Almeida / Jornal do Sudoeste

O Governo Federal, através do Ministério do Turismo, divulgou na edição do último dia 26 de agosto, o novo Mapa do Turismo Brasileiro 2019/2021. Ao todo, 2.694 municípios de 333 regiões turísticas do país foram validadas pelo Ministério do Turismo e incluídas na atualização da plataforma. Neste ano, segundo o Ministério do Turismo, os Estados e municípios contaram com novos critérios, compromissos e recomendações estabelecidas pela pasta, entre elas a obrigação de participação em instância de governança e em Conselho Municipal de Turismo.



O Mapa do Turismo Brasileiro consiste e um trabalho de regionalização realizado sob coordenação técnica dos Governos dos Estados, através das Secretarias de Estado do Turismo, em parceria com as Prefeituras Municipais, por meio das Secretarias Municipais e Conselhos Municipais de Turismo, que representam as governanças estaduais e municipais. Através do Mapa do Turismo Brasileiro, instituído pelo Ministério do Turismo, este ano, pela Portaria 271/2019, que indica 2.694 municípios que compõem 333 regiões turísticas, a serem priorizadas pela política Nacional de Turismo, prevista na Lei Federal 11.771/2008. Os municípios incluídos no Mapa devem receber atenção especial de planejamento, desenvolvimento e estímulo ao setor.

Ferramenta criada no âmbito do programa de Regionalização do Turismo, que serve para orientação da atuação do Ministério do Turismo no desenvolvimento das políticas públicas, o Mapa do Turismo Brasileiro é atualizado a cada dois anos. A versão de 2017 contava com 3.285 municípios, divididos em 328 regiões turísticas. Os municípios que compõem o Mapa foram indicadas pelas Secretarias de Estado do Turismo, em conjunto com as instâncias de governança regionais, a partir de critérios previamente definidos.



Entre os benefícios do Mapa do Turismo Brasileiro estão a categorização dos municípios turísticos, que vai de “A” a “E”. Essa classificação é um instrumento de acompanhamento do desempenho das economias turísticas locais. O Mapa também subsidia a definição das prioridades de investimentos por programas desenvolvidos pelo Ministério do Turismo, que incluem intervenções e ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observadas características próprias de demanda e vocação turística.

Os municípios com maior fluxo turístico, número de pessoas empregadas – formal e informalmente – e estabelecimentos no setor de hospedagens ficaram classificados na categoria “A”. Nessa categoria estão 124 municípios. Nas categorias “B” e “C” estão, respectivamente, 514 e 476 municípios. E na categoria “D”, 1,522 municípios. A categoria “E” reúne 377 municípios que não registram fluxo turístico, empregos e estabelecimentos de hospedagens expressivos.



Na Bahia, 133 municípios foram incluídos no Mapa do Turismo Brasileiro 2019/2021, em treze regiões turísticas [Baía de Todos os Santos, Caminhos do Jiquiriça, Caminhos do Oeste, Caminhos do Sudoeste, Caminhos do Sertão, Chapada Diamantina, Costa das Baleias, Costa do Cacau, Costa do Dendê, Costa do Descobrimento, Costa dos Coqueiros, Lagos e Canyons do São Francisco e Vale do São Francisco].

No Mapa do Turismo Brasileiro, Bom Jesus da Lapa está na região turística Caminhos do Oeste, classificada na categoria “B”. E para que o município continuasse no Mapa, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Turismo e Empreendedorismo, atendeu aos critérios estabelecidos pelo Ministério do Turismo e vem desenvolvendo intervenções e promovendo investimentos em infraestrutura e na capacitação de empreendedores, conforme destaca a secretária municipal de Turismo e Empreendedorismo, Edna Rosa de Oliveira, na consolidação do turismo religioso, carro chefe da atividade no município, além da atração de investimentos para ampliar a exploração das riquezas naturais do município. Anualmente são realizadas cinco Romarias [Romaria da Terra e das Águas, dias 4 e 5 de julho; a Romaria do Bom Jesus, dia 6 de agosto; a Romaria de Nossa Senhora da Soledade, dia 15 de setembro; a Romaria de Nossa Senhora Aparecida, 12 de outubro; e a Romaria de Santa Luzia, 13 de dezembro], além da Festa do Divino, nos meses de maio e junho, que recebem grande número de turistas. Além do turismo religioso, o município também recebe, anualmente, um expressivo número de turistas do Centro Oeste que pernoitam na cidade em viagem para as praias do Sul do Estado.



Com a expectativa de ter aumentado o número de fiéis que participam da Romaria do Bom Jesus, dos 1,5 milhão registrados este ano para 2 milhões em 2020, passando a ser a segunda maior do país, o prefeito Eures Ribeiro Pereira (PSD) tem buscado viabilizar junto ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo da Bahia, recursos para fortalecer os investimentos na capacitação e qualificação dos profissionais das áreas de serviços da cidade ligadas ao segmento turístico, além de cobrar celeridade no processo burocrático para construção do novo Aeroporto

O prefeito está otimista em relação ao incremento da atividade turística e fomento da economia do município, principalmente depois do anuncio feito no último dia 5 pelo secretário de Estado do Turismo da Bahia, Fausto de Abreu Franco, de que estão em curso negociações com um grupo hoteleiro que demonstra interesse em construir um hotel com padrão internacional.

NÃO PERCA OS FATOS! Acesse nossa página no Facebook (clique aqui), clique em curtir e receba todo o conteúdo do Portal Lapa Oeste. Contamos com você!



NÃO PERCA OS FATOS! Acesse nossa página no Facebook (clique aqui), clique em curtir e receba todo o conteúdo do Portal Lapa Oeste. Contamos com você!


Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.