Breaking News

Médico chinês emitiu primeiro alerta contra o coronavírus e foi silenciado pelo governo



Wuhan doctor Li Wenliang in an intensive care bed on oxygen support after contracting the coronavirus.
Foto: reprodução

O médico chinês Li Wenliang Ianzó sofreu a censura do governo chinês após descobrir, pela primeira, o surgimento dos primeiros casos de infecção com o coronavírus na cidade de Wuhan, onde está o foco inicial da contaminação que já atingiu 20 mil pessoas em vários países.

Segundo publicação da CNN, em espanhol, o médico identificou o vírus ao analisar os sintomas e o material biológico de cinco pacientes. Imediatamente, comentou o fato em uma rede social privada para médicos. A informação viralizou na rede e ele foi abordado pela polícia, por ter divulgado a informação.


Medical staff wearing protective clothing with a patient at the Wuhan Red Cross Hospital in Wuhan.
Foto: reprodução
O alerta de Li Wenliang Ianzó foi dado em 31 de dezembro. Ele afirma que não pretendia causar pânico na população, mas relembrar aos colegas os problemas enfrentados em epidemias anteriores, com o mesmo tipo de vírus que causa a Síndrome Respiratória Aguda Severa.

Li Wenliang sofreu sanções, de acordo com a CNN e contraiu o vírus. Atualmente, está internado sob cuidados intensivos e submetido à oxigenoterapia. O jovem médico soma sua reclamação à de milhares de outros chineses que se queixam da demora do governo em divulgar os dados e emitir o alerta.




NÃO PERCA OS FATOS! Acesse nossa página no Facebook (clique aqui), clique em curtir e receba todo o conteúdo do Portal Lapa Oeste. Contamos com você!





NÃO PERCA OS FATOS! Acesse nossa página no Facebook (clique aqui), clique em curtir e receba todo o conteúdo do Portal Lapa Oeste. Contamos com você!


Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.