Breaking News

Coronavírus em Bom Jesus da Lapa? Acompanhe a história...


Resultado de imagem para upa de bom jesus da lapa

A redação do Portal Lapa Oeste recebeu a narração de um possível caso que envolveu um grupo de pessoas temerosas com a contaminação pelo coronavírus, na cidade, na primeira metade de março. Os fatos foram narrados por um dos participantes. O Portal não conseguiu confirmação de representantes do setor de saúde do município.


Um jovem de identidade não revelada foi retirado às pressas de Bom Jesus da Lapa, por suspeita de contaminação com o coronavírus, após participar de um cruzeiro marítimo e chegar à cidade com sintomas semelhantes aos apresentados por pessoas contaminadas.

O fato foi narrado à nossa reportagem por um microempresário da cidade, e teria ocorrido na noite de 9 de março e madrugada do dia 10.

Segundo o microempresário, o jovem é seu primo e teria apresentado os primeiros sintomas ainda durante a viagem marítima. Ele retornou para a residência da sua família, na cidade de Feira de Santana, de onde optou por vir a Bom Jesus da Lapa.


Um veículo foi enviado para apanhar o jovem em Feira de Santana. Durante o retorno, ele apresentou uma piora no quadro de saúde enquanto passava pela cidade de Seabra, na BR 242, queixando-se de falta de ar e extremo cansaço.

Ao chegar em Bom Jesus da Lapa o jovem apresentava agravamento nos sintomas, com febre, dores pelo corpo e o quadro de dificuldade para respirar.

O microempresário falou à nossa reportagem que resolveu adotar uma conduta de proteção à sua família e evitar que o vírus se espalhasse na cidade, caso houvesse a infecção


O grupo decidiu que o jovem enfermo permanecesse dentro do veículo, próximo à Unidade de Pronto Atendimento 24h, (UPA), em companhia do motorista, que também não saiu do automóvel. Temia-se que a sua entrada na UPA contaminasse os profissionais de saúde e outras pessoas presentes na unidade.

Uma enfermeira foi procurada pelo empresário e, a princípio, se recursou em prestar auxílio, temendo a contaminação. Nesse momento, foi providenciado um macacão utilizado por trabalhadores que manipulam defensivos agrícolas de alta toxicidade, que possibilitaria o isolamento da enfermeira no contato com o enfermo.

A profissional de saúde, mesmo não sendo habilitada para o diagnóstico, disse que o quadro se assemelhava aos sintomas divulgados apresentados pelas pessoas infectadas pelo Covid-19. Nesse momento, o grupo tomou uma decisão mais drástica.


O motorista e o jovem rumariam à cidade de São Paulo, onde uma equipe médica, previamente contactada, os receberia para realizar o atendimento e a coleta de material para os testes. Os dois chegaram à cidade por volta das 10h do dia 9 e saíram às 4h do dia 10.

O microempresário informou à reportagem que durante o trajeto para São Paulo, o motorista apresentou alguns sintomas parecidos com um resfriado. Em uma segunda conversa com o Portal Lapa Oeste, ele disse que os dois foram examinados e os resultados deram negativo para o coronavírus, mas positivo para outras infecções respiratórias.



NÃO PERCA OS FATOS! Acesse nossa página no Facebook (clique aqui), clique em curtir e receba todo o conteúdo do Portal Lapa Oeste. Contamos com você!





NÃO PERCA OS FATOS! Acesse nossa página no Facebook (clique aqui), clique em curtir e receba todo o conteúdo do Portal Lapa Oeste. Contamos com você!


Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.