Breaking News

Argentina mantém restrições pela Covid-19: flexibilidade na capital e rigor em outras províncias





Por: Casa de Criatividade

A Argentina decidiu, pela décima vez, estender o isolamento social até o dia 30 de agosto, adotando algumas flexibilizações para a capital, Buenos Aires, e impondo medidas mais rigorosas para o interior das províncias onde a Covid-19 avançou. 

O anúncio foi feito pelo presidente Alberto Fernández, no dia 14 de agosto, na residência oficial de Olivos. “Nunca restringimos as liberdades, apenas cuidamos da saúde das pessoas”, disse Fernandéz na entrevista coletiva. Ele também mostrou-se confiante com o “horizonte” para criação da vacina e espera que o país tenha alguma vantagem na futura produção e distribuição. O chefe de estado fez alusão à notícia sobre a produção da vacina CoronARdx, desenvolvida na Universidade de Oxford, a qual a empresa de biotecnologia mAbxience, do grupo argentino INSUD, em conjunto com o laboratório mexicano Liomont, serão responsáveis pela fabricação das dose para toda a América-Latina. 



Sobre os avanços das pesquisas do novo coronavírus, a Argentina vem mostrando sucesso com relação a testes e medicamentos que estão sendo desenvolvidos por pesquisadores das universidades de medicina do País. A Universidade Nacional de San Martín (UNSAM), por exemplo, criou um soro hiperimune capaz de neutralizar o vírus SARS-CoV-2. A UNSAM e a Universidade Nacional de Quilmes (UNQ) também estão envolvidas na criação do ELA CHEMSTRIP, um teste de diagnóstico rápido para Covid-19, com produção 100% nacional. 

Já em relação às perspectivas de imunização, a Argentina participa dos ensaios clínicos da Pfizer e da BioNTech desde o início de agosto, marcando o avanço à fase 2b/3 da promissora candidata à vacina contra a Covid-19, denominada CoronARdx. 

Mas enquanto a vacina está em fase de testagem final, o presidente Fernandéz preferiu seguir com a estratégia de adotar regras mais rígidas e manter o isolamento social em regiões de risco. Como é habitual, ele anunciou as novas medidas ao lado do governador de Buenos Aires, Axel Kicillof, e do chefe de governo da cidade de Buenos Aires, Horacio Rodríguez Larreta. Fernandéz explicou que, no momento, “o problema não é mais a Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA) , uma vez que o vírus se espalhou por todo o País e a circulação chegou a 14 províncias”. 



Ao contrário das ocasiões anteriores, o presidente não se mostrou aborrecido e evitou falar em "quarentena", inclusive pediu ao público que não usasse esse termo para se referir às medidas tomadas para combater a pandemia. O dirigente da Frente de Todos agradeceu os profissionais da saúde por seu trabalho e "esforço sobre-humano", mencionou os argentinos que, em grande maioria, não saem sem máscara e respeitam a distância social, e também os idosos, que permaneceram em casa. Fernandéz disse que esses meses de isolamento rígido foram importantes para fortalecer o sistema de saúde no país.

O presidente garantiu que a atividade industrial, que já está operando acima de 90%, e os diversos setores do comércio que voltaram a trabalhar "seguiram os protocolos de abertura e não houve problemas de contágio". Ele insistiu que a origem dos novos casos ocorrem nos encontros sociais, perante os quais pediu mais cuidado, especialmente por parte dos jovens. 

A Argentina, cuja economia pode sofrer uma queda de 10,5% este ano, segundo a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), registrou o primeiro caso de Covid-19 no dia 3 de março de 2020. A quarentena obrigatória começou a ser aplicada no dia 20 de março. Após a décima prorrogação, prevista para terminar no dia 30 de agosto, o País somará 163 dias de quarentena. 

Segundo o portal da Universidade Johns Hopinks, que traz o avanço do coronavírus no mundo em tempo real, desde o início da pandemia até o dia 20 de agosto, a Argentina acumulou 312.659 casos, com 6.330 mortes.


NÃO PERCA OS FATOS! Acesse nossa página no Facebook (clique aqui), clique em curtir e receba todo o conteúdo do Portal Lapa Oeste. Contamos com você!





NÃO PERCA OS FATOS! Acesse nossa página no Facebook (clique aqui), clique em curtir e receba todo o conteúdo do Portal Lapa Oeste. Contamos com você!


Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.